Entenda a importância da sustentabilidade na construção civil

A adoção de boas práticas para garantir a sustentabilidade na construção civil é fundamental. Afinal, esse é um dos segmentos da economia que mais gera entulho e resíduos, além de, em muitos casos, causar danos ao meio ambiente em função dos métodos empregados para extração de matérias-primas, como a madeira.

Para minimizar os impactos negativos, é importante adotar técnicas de construção mais sustentáveis, utilizar materiais ecoeficientes, priorizar o uso de energia renovável e fazer uma gestão adequada dos resíduos. Tais práticas, além de contribuírem para reduzir as agressões ao ambiente, também promovem economia para sua empresa e a melhoria da sua imagem perante os clientes.

Quer saber como aplicar os conceitos de sustentabilidade na construção civil? Então, confira em nosso artigo as vantagens disso e as dicas para minimizar o impacto de sua atividade na natureza e no entorno da obra. Vamos lá?

Por que é importante ter sustentabilidade na construção civil?

O conceito de sustentabilidade é bastante amplo. A definição de desenvolvimento sustentável, de acordo o documento que resultou da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Eco-92), é:

Suprir as necessidades da geração presente sem afetar a habilidade das gerações futuras de fazer o mesmo”.

Ou seja, a ideia é promover o consumo consciente de recursos naturais e reduzir a geração de resíduos, apostando em técnicas de reaproveitamento. Para atingir esse objetivo, é necessário considerar os aspectos econômico, social e ambiental. Assim, para uma obra ser sustentável, é necessário que ela seja economicamente viável, socialmente aceita e ambientalmente correta.

No entanto, além de gerar resíduos, a construção civil também é um dos setores da economia com maior consumo de recursos naturais: cerca de 50% da quantidade total. Dessa forma, para que a sustentabilidade seja aplicada à construção civil, é necessária uma mudança de paradigma por parte dos agentes que atuam nesse mercado.

Isso significa passar a utilizar os recursos naturais de forma consciente, diminuindo o consumo e aumentando o reaproveitamento, além de adotar técnicas que não comprometam o meio ambiente e a sociedade no entorno. O respeito à mão de obra, o uso de materiais sustentáveis e a adoção de projetos que priorizem fontes de energia renovável também estão entre os requisitos necessários.

Quais as vantagens que a sustentabilidade traz?

Ao promover o uso mais racional de materiais e priorizar formas alternativas de geração de energia, as empresas de construção civil conseguem não somente reduzir seu impacto no ambiente, como também seu custo operacional. Confira a seguir como isso ocorre.

Incentivos que reduzem o investimento

Existem vários incentivos fiscais para construções que adotam práticas sustentáveis. Um deles é previsto pelo projeto de lei federal n. 252/2014, que dispõe sobre técnicas ambientalmente corretas, como telhados verdes, aproveitamento de energia solar e captação de água de chuva para reuso, entre outros.

Outra forma de estímulo é o IPTU Verde, que proporciona descontos de 5% a 20% para novas construções ou para reformas que implementem soluções sustentáveis. A medida já foi aprovada em várias cidades brasileiras.

Além disso, vale destacar que o investimento necessário para a adoção de novas tecnologias, como sistemas para geração de energia térmica ou fotovoltaica, se reduziu nos últimos anos, em função da disseminação do uso e também da criação de novas linhas de crédito.

Melhor custo-benefício

Como mencionamos, o investimento para a adoção de tecnologias sustentáveis atualmente é menor, e existem várias linhas de financiamento que facilitam o acesso. Construções sustentáveis são valorizadas pelos clientes, em função do uso racional de recursos naturais e consequente redução de tarifas (como a de energia elétrica).

O uso de materiais reciclados também gera maior economia na obra. Já existem tijolos e telhas reciclados, contendo outros materiais em sua composição, como resíduos de embalagens Tetra Pak, garrafas PET e pneus, que além do menor custo, proporcionam maior resistência.

Também é possível substituir vários elementos de madeira por materiais plásticos reciclados, como a chamada madeira plástica, mais resistente do que a tradicional e que não demanda a destruição de florestas.

Maior conforto e valorização

Construções sustentáveis proporcionam maior conforto aos seus usuários ou moradores, além de serem esteticamente atrativas. Os métodos construtivos modernos garantem maior equilíbrio térmico, por meio do isolamento nas paredes, o que reduz a necessidade de ar-condicionado ou sistemas de aquecimento do ambiente.

O isolamento acústico e a priorização de iluminação natural, ao lado de sistemas para captação de energia solar e água de chuva para reúso, também elevam a comodidade dos usuários e reduzem gastos futuros, o que contribui para a valorização do imóvel.

Como promover a sustentabilidade em minha construção?

Agora que você já conhece alguns dos benefícios das práticas responsáveis, veja as dicas para aumentar a sustentabilidade do seu empreendimento!

Prefira usar materiais sustentáveis

Você já ouviu falar em telhado verde ou vidro inteligente? Ou na presença de bactérias no concreto, fazendo com que ele se regenere? Confira as principais inovações no campo dos materiais.

Telhado verde

Os chamados telhados verdes nada mais são do que a aplicação de uma camada vegetal na laje da edificação. Ela é aplicada sobre uma base impermeabilizada de PVC, que proporciona um ambiente agradável em sua edificação, além de funcionar como um excelente isolante térmico e acústico.

Estudos mostram que o telhado verde é capaz de reduzir em cerca de 5º C a temperatura interna de um imóvel, além de promover uma melhora na umidade do ar. Isso sem contar o aspecto estético e a possibilidade de criação de áreas de lazer diferenciadas.

Tinta ecológica

A tinta ecológica é feita a base de matérias-primas totalmente naturais, que são geralmente óleos ou corantes. É um material livre de qualquer componente químico. Na formulação, a água substitui o solvente tradicionalmente utilizado.

Sua durabilidade e aderência é a mesma das versões de tinta tradicionais. Mas, atenção: para ser considerada ecológica, a tinta precisa ser livre de compostos orgânicos voláteis (COVs), compostos sintéticos e de pigmentos à base de metais pesados.

Vidro inteligente

Essa é uma nova tecnologia que permite, por meio de um botão, controlar a transparência do vidro, a passagem de iluminação e a sua absorção de calor. É uma inovação que prevê redução de gastos com ventilação, ar-condicionado e iluminação.

Bambu

O bambu, que é um material bastante resistente e disponível em grande quantidade na natureza, pode ser utilizado em substituição ao concreto armado.

Bioconcreto

Além do concreto reciclado, que aproveita os resíduos da própria obra em sua composição, substituindo a areia e a brita, hoje já existe o chamado bioconcreto, que tem uma bactéria em sua composição.

Isso confere propriedades regeneradoras ao produto, evitando o aparecimento de rachaduras. Na presença de água ou ar, a bactéria produz carbonato de cálcio, selando as rachaduras e aumentando a durabilidade do material.

Telhas ecológicas

Fabricadas a partir de fibras vegetais ou papel reciclado, as telhas ecológicas reduzem o custo das obras. Em sua composição, também existem resíduos de embalagens Tetra-Pak e garrafas Pet, o que contribui para a impermeabilidade do material e favorece o conforto térmico.

Técnicas de construção sustentáveis

Além de escolher materiais inovadores, como os citados, a adoção de técnicas construtivas sustentáveis também promove grandes benefícios ao seu projeto, tanto do ponto de vista econômico quanto pelo viés ambiental.

Containers

Uma técnica que vem ganhando espaço dentro da construção civil é o uso de containers. Nesse caso, a caixa de aço que seria descartada ganha nova utilização, como o corpo estrutural de uma edificação.

É um método considerado totalmente sustentável, uma vez que gera poucos resíduos de construção e reutiliza um material que seria descartado.

Reuso de recursos

Além de reduzir resíduos, o reuso de alguns recursos proporciona maior economia à obra. É o caso do concreto reciclado, citado acima, que contribui para a redução dos resíduos e diminuição da necessidade de outros materiais, como areia.

Outra maneira de economizar é adotar ações para reúso de água. É possível captar a água de chuva ou utilizar sistemas para reutilizar água de torneiras e chuveiros durante a obra, para fins não potáveis. A própria construção pode priorizar essa solução, com uma infraestrutura hidráulica inteligente.

Gestão de resíduos

A gestão de resíduos nada mais é do que um cuidado com os entulhos que são gerados durante todo o processo de construção. Ela deve abranger desde a etapa inicial de uma obra (terraplanagem e fundação) até a entrega do empreendimento.

Deve-se destinar espaços no canteiro de obras para a separação dos resíduos, de modo a reduzir o impacto e organizar o espaço de trabalho. Além disso, essa separação permite que alguns materiais possam ser reaproveitados. Quando não for possível reaproveitar, lembre-se de que o descarte responsável de resíduos é fundamental.

Iluminação e ventilação natural

Ao elaborar o projeto, priorize a iluminação e ventilação natural. Isso reduzirá a necessidade de uso de eletricidade, seja para iluminação, seja para acionar o ar-condicionado ou ventilador.

Para tanto, é necessário analisar as áreas mais iluminadas pelo sol e a incidência de vento no local. Portas e janelas devem ser distribuídas de forma inteligente, priorizando áreas mais iluminadas e permitindo a livre passagem de ar na edificação. Áreas envidraçadas e o uso de telhas transparentes também favorecem a iluminação natural.

Lâmpadas LED

A eficiência energética e a durabilidade das lâmpadas LED é muito melhor do que as alternativas tradicionais. Embora seu custo ainda seja mais elevado, a utilização gera economia ao ambiente e reduz custos de manutenção. Além disso, tais lâmpadas não esquentam o ambiente.

Tecnologias Sustentáveis

Valorize o seu projeto incluindo na construção tecnologias sustentáveis, como a instalação de painéis para captação de energia solar, que tanto geram eletricidade (nesse caso, é necessário um sistema de geração fotovoltaica) quanto aquecem a água (energia térmica). Os dois sistemas podem ser utilizados de forma complementar.

Sistema de aquecimento solar

Em épocas de frio, o aquecimento solar é uma ótima opção para aquecer a água e economizar energia. Esse sistema utiliza o sol como fonte de calor. A insolação é captada por meio de painéis solares que contêm tubulações em seu interior, por onde a água circula.

Depois de aquecida, a água é enviada para um reservatório térmico (boiler) integrado à rede hidráulica do imóvel. Existem diversas opções de coletores para aquecimento solar que podem ser integradas ao projeto.

Depois de conhecer todas essas possibilidades, é fácil entender a importância de aplicar a sustentabilidade na construção civil. Obras inteligentes e planejadas com base nos pilares de respeito ao ambiente e à comunidade promovem economia, valorizam o imóvel, geram menos resíduos e garantem a melhor imagem corporativa para a construtora.

Compartilhe essas ideias em suas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso às soluções sustentáveis! A informação é fundamental para a conscientização de todos e a adoção de boas práticas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *