Confira 5 dicas de como escolher o melhor reservatório térmico

O uso de energia solar para aquecimento de água é uma ação sustentável e que gera uma importante economia de energia elétrica. A radiação é absorvida por coletores solares, que aquecem a água. Para mantê-la aquecida, é necessário armazená-la em um reservatório térmico, também conhecido como boiler.

O reservatório é uma caixa d’água cilíndrica, que contém um tanque interno em aço inox, revestida por um isolante térmico. Geralmente, possui um sistema de aquecimento auxiliar, que pode ser configurado para aquecer a água em dias com menor incidência de sol.

O boiler é um elemento essencial para a eficiência de um projeto de aquecimento solar. Quer oferecer a solução completa aos seus clientes? Então, continue lendo nosso artigo para conhecer mais detalhes e especificações do equipamento.

Conheça os tipos de reservatório térmico

O reservatório térmico pode ser fabricado em alta ou baixa pressão e sua função é impedir o resfriamento da água, mesmo em períodos sem irradiação solar, como durante a noite. Além do revestimento térmico em poliuretano, o material utilizado na fabricação do tanque interno faz toda a diferença para a manutenção de calor.

Alguns fabricantes produzem o tanque interno do equipamento com materiais como cobre, polipropileno ou aço inoxidável. Cada um deles tem suas vantagens, mas o aço inoxidável é o que garante maior eficiência na conservação térmica e maior durabilidade do equipamento.

O aço inox possui cromo em sua composição. Esse elemento, em contato com o oxigênio, forma uma camada de óxido na superfície, protegendo o equipamento contra corrosão. Outras substâncias, como níquel, molibdênio, vanádio e tungstênio também compõem o aço e contribuem para sua resistência.

Existem algumas categorias de aço normalmente usadas nos reservatórios térmicos:

  • aço 304, o mais popular;
  • aço 316, que possui molibdênio em sua composição, o que faz com que a sua liga seja superior ao 304;
  • aços dos tipos 304L e 316L, que são versões dos mesmos citados acima, mas contêm menos carbono na composição, o que contribui para evitar a corrosão intercristalina (ou desintegração da solda).

Saiba escolher o melhor reservatório

Confira as dicas para escolher o boiler mais adequado à sua necessidade ou à aplicação de seu cliente.

1. Certificação do Inmetro

Ao comprar um reservatório, é essencial verificar se ele tem certificação do Inmetro, o que garantirá sua qualidade e eficiência. O instituto avalia várias funcionalidades dos modelos para fornecer a certificação e um dos critérios mais importantes para decidir a compra é verificar o índice de perda específica de energia mensal. Quanto menor esse valor, mais eficiente será o reservatório.

2. Alta ou baixa pressão

Os reservatórios térmicos de alta pressão são utilizados quando a pressão da água é maior do que 5 metros de coluna d’água (m.c.a.). Eles suportam pressão de até 40 m.c.a. Seu uso também é obrigatório em aplicações em que a instalação da tubulação de respiro não é possível.

Já os reservatórios de baixa pressão, para locais com pressurização inferior a 5 m.c.a., podem ser separados nas categorias nível e desnível. A categoria desnível é indicada quando a instalação consegue atender a todos os desníveis entre os componentes do sistema (caixa de água fria, reservatório térmico e coletor solar). A opção nível é indicada quando o reservatório térmico fica no mesmo nível da caixa de água fria.

Nos reservatórios de baixa pressão, é obrigatória a instalação de tubulação de respiro.

3. Categoria do aço inox

Se a água que vai ser armazenada no reservatório térmico é tratada, é possível utilizar o aço inox 304. No entanto, se ela provém de poços artesianos, é salobra ou contém altos índices de cloro e é mais indicado utilizar o aço 316, pelas características de proteção à corrosão.

Caso a água não passe por análises frequentes que possam garantir seu padrão de qualidade, também é mais seguro optar pelo 316, pois pode existir contaminação por minerais ou outras substâncias que podem provocar danos ao tipo de aço menos resistente à corrosão.

4. Espessura do aço

Além de escolher o aço de acordo com o risco de corrosão, é indicado também observar a espessura desse material. Em média, o mercado utiliza 0,4 mm, mas espessuras superiores a essa garantem maior durabilidade ao tanque. A Kisoltec utiliza apenas espessuras acima de 0,5 mm.

5. Sistema de aquecimento auxiliar

O uso de um sistema de aquecimento auxiliar é necessário em épocas de baixa irradiação solar. Esse sistema pode ser elétrico, composto por termostato e resistência elétrica, ou a gás. Dependendo da localização do projeto e do potencial de insolação da região, o reservatório pode ser instalado sem esse recurso auxiliar.

Calcule corretamente o tamanho do reservatório térmico

Para escolher o boiler mais adequado também é necessário estimar a quantidade de água a ser armazenada, já que a sua capacidade deve ser proporcional à demanda diária do local.

A NBR 15.569, da Associação Brasileira de Normas Técnicas, fornece algumas estimativas sobre o volume de água consumido de acordo com a quantidade de pessoas que circulam ou vivem no local, o que contribui para o dimensionamento do sistema.

Para fazer o cálculo, além de considerar as estimativas, é preciso verificar a quantidade de pessoas que utilizarão a água quente, quantos pontos (chuveiros e torneiras) devem receber o aquecimento e o volume de água historicamente consumido pela construção. A água para piscinas também deve ser incluída na análise.

Com esses dados, é possível calcular a dimensão dos sistemas de aquecimento e a capacidade necessária do reservatório térmico. Vale lembrar que o planejamento e a instalação sempre devem ser feitos por um técnico capacitado.

Quando o técnico constata a necessidade de um volume maior de água aquecida, o indicado é escolher um reservatório de grande porte, com capacidade de armazenamento acima de 1.000 litros de água. A solução é indicada para indústrias, hotéis, hospitais, condomínios residenciais, entre outros. Esses reservatórios comportam, em média, até 20 mil litros de água.

É importante que os equipamentos de grande porte tenham uma porta de inspeção ou visita. Ela facilita a manutenção e limpeza interna do boiler, garantindo a qualidade da água armazenada.

Além de fornecer o reservatório térmico para seus clientes, sua empresa também pode prestar serviços de manutenção periódicos ou oferecer suporte para que a própria equipe de seu cliente faça a limpeza.

Entre em contato conosco para conhecer melhor nossos produtos e serviços e incluir mais esse equipamento no portfólio de sua empresa.

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *