Sustentabilidade na construção civil: por que se preocupar com esse tema?

Falar de sustentabilidade na construção civil é de extrema importância, visto que esse é um setor que impacta bastante o meio ambiente. Para realizar uma obra, além da geração de muitos resíduos, a extração de diversos recursos naturais se faz necessária.

Porém, a ideia de sustentabilidade não é enxergada apenas pelo viés ecológico. Ela também pode ser entendida sobre três pilares principais: a ecologia, a economia e a sociedade. Isso significa que os benefícios de pensarmos de maneira sustentável serão sentidos diretamente no nosso bolso.

Pensando nisso, neste post, apresentamos alguns dos principais motivos pelos quais você deve se preocupar com esse assunto. Então, leia com atenção e saiba mais!

Construção mais barata

Apesar de diversos processos e técnicas dentro de uma obra dita sustentável parecerem caros e modernos, isso nem sempre é verdade. Existem meios simples para aprimorar a construção que, muitas vezes, são mais baratos que métodos tradicionais.

Um exemplo é o telhado verde que consiste num telhado feito com terra e plantação de gramado sobre o topo da construção. Ele pode ser usado para cobrir grandes áreas com um valor relativamente baixo. Possui ainda um bom isolamento acústico e ajuda a reter poeira.

A aplicação não precisa estar necessariamente na finalização da obra, podendo estar também durante sua execução. Além disso, o uso de materiais reciclados e de equipamentos reaproveitáveis diminuem os custos e são ecologicamente interessantes.

Eficiência energética

Um outro motivo para se considerar uma construção sustentável é a questão elétrica. Uma obra nesses moldes, ao utilizar meios mais eficientes para o aproveitamento de energia, trará economia na sua conta de eletricidade.

Os métodos mais utilizados são o aquecimento solar — que, por meio de placas, capta a irradiação do sol e converte-a em energia térmica (água quente) — e o uso de lâmpadas e eletrodomésticos com selos de certificação. Apesar desses produtos possuírem um valor mais elevado, é preciso considerá-los. Afinal, não se trata de um gasto, mas, sim, de um investimento com retorno rápido e garantido.

Economia e reaproveitamento de água

Ao construirmos, obviamente, precisamos de uma boa quantidade de água, na medida em que ela será usada em diversos processos durante a execução do projeto. Após a finalização, também a utilizamos no dia a dia da casa, afinal, ela é indispensável para a vida.

Devido à sua importância, é crucial encontrar meios para economizá-la. Durante o andamento da construção, é possível fazer isso utilizando concreto ecologicamente correto, que gasta menos água para a sua fabricação. Já no cotidiano, o indicado é ter um sistema hidráulico de qualidade e realizar a captação de água proveniente de chuvas para usar em limpezas ou regar plantas, por exemplo.

Maior valorização no mercado imobiliário

Apesar de um imóvel sustentável ser mais barato em sua concepção, isso não se reflete negativamente na sua venda. Pelo contrário, ao realizar um investimento para uma obra nesse esquema, ela será valorizada e poderá ser vendida por um preço maior. Isso significa que as pessoas estão dispostas a pagar mais, visto que esse gasto será compensado no futuro.

Devido aos seus benefícios, a sustentabilidade na construção civil é uma discussão que está cada vez mais em alta. Então, ao decidir construir ou reformar, converse com os profissionais envolvidos para que eles possam direcionar o seu projeto para essa vertente.

Agora que você já sabe mais sobre sustentabilidade na construção civil, que tal ter uma vida mais sustentável como um todo? Para tanto, leia este outro post com 6 dicas imperdíveis para ter uma rotina com mais sustentabilidade e comece a colocá-las em prática hoje mesmo!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"