Aquecedor solar industrial: quais as vantagens para o negócio?

A energia elétrica representa um custo significativo no orçamento da maioria das empresas, especialmente no segmento industrial. Por isso, a redução do seu consumo é um diferencial competitivo. O uso de um aquecedor solar industrial, então, pode fazer toda a diferença no desempenho econômico dessas companhias.

Mais que isso, essa alternativa para o aquecimento de água ainda é compatível com as preocupações ambientais, pois não traz impactos e utiliza uma fonte de energia renovável: o calor do sol. Essa postura pode funcionar até como uma estratégia de marketing.

Por esses e outros motivos, os sistemas termossolares são uma grande aposta para o futuro da indústria. Então, já pensou em oferecer essa solução para os negócios de seus clientes? Investir na venda de aquecedores solares é um ótimo negócio! Veja, neste post, como demonstrar as vantagens desse equipamento para a indústria.

O panorama brasileiro em aquecimento solar

Em primeiro lugar, é importante entender mais sobre essa matriz energética. O Brasil é um país privilegiado do ponto de vista de irradiação solar. Em média, segundo o Atlas de Irradiação Solar no Brasil, cada metro quadrado nacional recebe cerca de 4,5 kWh a 6,1 KWh de insolação — o que garante a eficiência energética dos equipamentos para aquecimento.

Apesar disso, essa tecnologia ainda é mais utilizada no mercado residencial, particularmente para o aquecimento de água de chuveiros, pias e piscinas.

Muitas empresas ainda não se deram conta de que a aplicação permite reduzir custos operacionais, além de evitar o desperdício de recursos naturais. Assim, acabam evitando o investimento por falta de conhecimento sobre as grandes vantagens do aquecedor solar industrial.

Esse cenário, porém, vem mudando em ritmo acelerado, tanto é que já existem opções de financiamento solar com condições facilitadas, como um meio de incentivo governamental a essa alternativa. Isso significa que existe um mercado potencial a ser explorado junto ao setor industrial. E o melhor: as tendências são de crescimento da energia solar no Brasil, como mostram diversas evidências.

Suas vantagens e benefícios para o segmento industrial

Agora, vamos entender um pouco mais sobre as vantagens da energia termossolar e compreender por que ela é uma ótima solução para os negócios.

É uma opção sustentável

sustentabilidade econômica e ambiental é uma preocupação crescente nas empresas — e o uso de energia solar tem um papel muito importante nisso.

A energia que vem do sol é gratuita e renovável, não provoca poluição e não gera resíduos. Seu uso reduz o consumo de energia elétrica gerada por meios tradicionais, como usinas hidroelétricas ou termoelétricas, que causam grande impacto ambiental. Além disso, a utilização de água aquecida pelo sol nos processos produtivos reduz emissões e desmatamento.

De acordo com o estudo Energia Termossolar para a Indústria: Brasil, publicado pelo Projeto Solar Payback, 47% da demanda de calor da indústria nacional é fornecida pela biomassa. O estudo considera que 25% da lenha usada como combustível vem de florestas nativas — ou seja, são resultados de desmatamento.

Existe um grande mercado potencial a ser atingido

O Projeto Solar Payback, iniciado em 2017, tem como objetivo promover o uso da Energia Termossolar para Processos Industriais (em inglês, Solar Heat for Industrial Processes, ou SHIP) em 4 países parceiros: Brasil, África do Sul, Índia e México.

A proposta do projeto é aumentar a conscientização acerca do potencial técnico e econômico das tecnologias termossolares, divulgando informações sobre os custos e benefícios dessas aplicações. Ele também prevê a cooperação com instituições financeiras para desenvolver os modelos que poderão se beneficiar de financiamento.

De acordo com a análise feita junto ao mercado nacional, existem hoje cerca de 10 mil indústrias brasileiras produtoras de alimentos, bebidas, artigos de couro, têxteis, produtos químicos e farmacêuticos que podem ser potenciais consumidoras da tecnologia.

Proporciona economia financeira

A economia financeira é resultado direto do menor uso de energia elétrica. Nas indústrias, o aquecimento de água tem várias aplicações: água quente para chuveiros e pias sanitárias, para cozinhas ou refeitórios e para os próprios processos industriais.

O uso do sol para aquecer a água, e não da eletricidade ou do gás, proporciona uma economia significativa — em média, 35% se reduz na tarifa de energia. Segundo dados da Associação Brasileira de Energia Solar Térmica (Abrasol), cada metro quadrado de coletor solar instalado gera cerca de 80 kWh mensais de energia.

Essa variação acontece em função da região de instalação (maior ou menor insolação) e das condições climáticas. Em um ano, por exemplo, a economia média pode chegar a 960 kWh por metro quadrado. Para entender isso melhor, é interessante aprender como calcular o consumo de energia e a economia com uma aplicação termossolar.

Essa economia se torna ainda mais interessante em tempos de escassez de água e de racionamento de energia. Quando isso acontece, é cobrada uma taxa extra sobre a faixa de consumo, a chamada bandeira tarifária, que pode encarecer em até 60% a conta de energia elétrica.

Isso é importante por conta de os níveis de alguns dos mais importantes reservatórios de água, como o Cantareira, ficarem abaixo do volume necessário. É o que aconteceu na grave crise hídrica de 2014, por exemplo.

É um investimento com retornos

O investimento para instalação de um sistema de aquecimento solar dependerá do volume de água utilizado pela empresa e o próprio dimensionamento do projeto. Ainda assim, o seu payback (tempo que o investimento leva para “se pagar”) pode variar entre 2 e 5 anos.

Você pode, também, partir para o cálculo do retorno sobre o investimento (ROI), que leva em conta a rentabilidade do equipamento. Nesse caso, a fórmula é:

Powered by Rock Convert

ROI = valor economizado / investimento.

Por exemplo: se, dentro de um ano, a empresa economiza um total de R$ 4,8 mil (R$ 400 ao mês) na conta de energia elétrica após a instalação do aquecedor solar industrial, que custou R$ 18 mil, temos: 4,8 / 18 = 0,26.

Basta multiplicar esse resultado por 100 para obter o percentual de rentabilidade. Nesse caso, 26% — um rendimento muito maior que o da poupança, por exemplo. E esse retorno fica ainda mais significativo se considerarmos a durabilidade do aquecedor solar industrial, cuja vida útil pode chegar a cerca de 20 anos.

Possibilita mais independência de fontes de energia paga

Com a instalação do sistema termossolar, a empresa começa a ficar mais independente de outras fontes de energia. Em caso de problemas de distribuição elétrica, por exemplo, um local completamente abastecido por essa matriz fica sem condições de funcionamento, o que compromete sua produtividade.

É importante esclarecer, contudo, que essa tecnologia aquece a água, mas não gera energia elétrica que possa ser utilizada em outras aplicações, como os módulos fotovoltaicos. Ainda assim, a instalação do sistema de aquecimento solar já é um grande passo para uma instalação mais autossuficiente e sustentável.

Funciona como marketing verde

Por fim, optar por alternativas energéticas sustentáveis é uma postura que demonstra consciência socioambiental. Além de ser uma bela iniciativa, isso pode ser transformado em estratégia de marketing.

Sabemos que, cada vez mais, os consumidores buscando empresas com as quais se identificam e se engajam. Logo, ter um posicionamento em relação aos valores da sociedade faz com que a percepção dos clientes em potencial em relação à sua empresa se torne mais positiva.

Essa é uma tendência tão definitiva que já até ganhou um termo próprio: marketing verde. Certamente, é um diferencial no segmento industrial.

O funcionamento do aquecedor solar para indústria

Indústrias de vários setores podem se beneficiar com o sistema de aquecimento solar. Mesmo que a empresa não tenha demanda de água aquecida em seus processos industriais, o seu uso pode ser direcionado para vestiários de funcionários (pias e chuveiros) e para cozinhas.

Para tanto, os sistemas contam com alguns componentes essenciais. Vejamos então, resumidamente, como é o funcionamento do aquecedor solar industrial.

Placas solares (coletores) e boiler

Os coletores absorvem a radiação e aquecem a água que circula no interior de suas tubulações. O reservatório térmico, também conhecido como boiler solar, armazena e conserva a água aquecida.

Para serem utilizados por indústrias, os reservatórios precisam ser bem dimensionados. Na maioria das vezes, são usados os boilers de grande porte, com capacidade de armazenamento superior a 1.000 litros de água e vários conjuntos de coletores solares.

Uma análise completa do local de instalação deve ser feita, para avaliar se a estrutura irá suportar o peso dos equipamentos e se haverá espaço suficiente. Bem dimensionado, esse sistema proporciona grandes volumes de água quente e é capaz de manter a temperatura da água para todos os turnos da empresa.

Sistema auxiliar de aquecimento

Normalmente, o aquecedor solar conta com um sistema auxiliar de aquecimento, que só entra em operação quando houver um período com dias nublados ou chuvosos. Porém, em um país com clima tropical como o Brasil, esse sistema auxiliar tende a permanecer a maior parte do tempo desligado.

Para empresas que necessitam de água em altas temperaturas (acima de 90ºC por exemplo), o sistema auxiliar irá funcionar apenas para fazer com que a água chegue na temperatura desejada, caso isso não aconteça apenas com a energia solar.

As diferenças entre o aquecedor solar industrial e o residencial

A maior diferença entre os sistemas de aquecimento residenciais e industriais está na complexidade do projeto. Enquanto uma casa pode levar apenas um reservatório menor, por exemplo, a indústria precisa, na maioria das vezes, de um boiler de grande porte para suprir a demanda de água aquecida do local.

Mas não é só isso: empresas também costumam contar com bombas e quadros de comando com diversos controladores para o gerenciamento das temperaturas e apoios (sistemas auxiliares). Ainda, para garantir a eficiência do equipamento, pode ser necessário incorporar bombas para circulação forçada, já que a circulação natural (mais comum em residências) pode não ser possível devido à localização ou quantidade de placas.

Enfim, nas indústrias, os sistemas de aquecimento solar são mais robustos e necessitam de maior precisão e confiabilidade dos apoios e de um projeto de qualidade para garantir o melhor rendimento e melhor economia possível.

Entre as grandes vantagens da energia termossolar estão a maior independência de fontes pagas, como a elétrica, e a redução de custos com ajustes tarifários. Além, é claro, da contribuição com o meio ambiente, que funciona como estratégia de marketing e atrai as empresas.

Com tantos benefícios, o mercado de aquecedor solar industrial é bastante convidativo, principalmente no Brasil. Afinal, nosso território é ensolarado a maior parte do ano e as instituições governamentais têm percebido o potencial da energia solar, assim como de outras fontes renováveis, o que traz projeções futuras animadoras.

Se ficou interessado, saiba que a Kisoltec é especialista nesse mercado! Nós oferecemos soluções eficientes e modelos de aquecedor solar industrial de alta tecnologia, dimensionados de acordo com qualquer tipo de empresa, e valorizamos a qualificação dos nossos parceiros. Também contamos com logística diferenciada para evitar o uso ineficiente de espaço de armazenamento nas revendas.

Então, gostou da leitura? Que tal se tornar um parceiro da Kisoltec? É fácil: entre em contato e conheça nossa linha de produtos!

* Foto de capa by https://www.solar-payback.com/.

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *