Aquecedor solar para indústria: quais as vantagens para o negócio?

A energia elétrica representa um custo significativo no orçamento da maioria das empresas, especialmente no segmento industrial. Por isso, a redução do consumo é um diferencial competitivo para tais organizações. O uso de um aquecedor solar para indústria, portanto, pode fazer toda a diferença no desempenho econômico dessas companhias.

Você já pensou em oferecer essa solução para os negócios industriais de seus clientes? Veja, neste post, a importância disso e como demonstrar as vantagens dos aquecedores solares para indústria.

O panorama brasileiro em aquecimento solar

O Brasil é um país privilegiado do ponto de vista de irradiação solar. Em média, cada metro quadrado nacional recebe cerca de 4,5 kWh a 6,1 KWh de insolação, segundo o Atlas de Irradiação Solar no Brasil, o que garante a eficiência dos equipamentos para aquecimento.

Apesar disso, a tecnologia ainda é mais utilizada no mercado residencial, particularmente para aquecimento de água de chuveiros, de pias e de piscinas.

Isso significa que existe um grande mercado potencial a ser explorado junto ao setor industrial. Muitas empresas ainda não se deram conta de que a aplicação permite reduzir custos operacionais, além de evitar o desperdício de recursos naturais. 

Vantagens e benefícios para o segmento industrial

Agora, vamos entender um pouco mais sobre as vantagens e os benefícios da energia termossolar e compreender por que o aquecedor solar para indústria é uma ótima solução para os negócios.

É uma energia sustentável

A sustentabilidade econômica e ambiental é uma preocupação crescente nas empresas, e o uso de energia solar tem um papel muito importante nisso. A energia que vem do sol é gratuita e renovável, não provoca poluição e não gera resíduos.

Seu uso reduz o consumo de energia elétrica gerada por meios tradicionais, como usinas hidroelétricas ou termoelétricas, que causam grande impacto ambiental. Além disso, a utilização de água aquecida pelo sol nos processos produtivos reduz emissões e desmatamento.

De acordo com o estudo Energia Termossolar para a Indústria: Brasil, publicado pelo Projeto Solar Payback, 47% da demanda de calor da indústria nacional é fornecida pela biomassa. O estudo considera que 25% da lenha usada como combustível vem de florestas nativas, ou seja, são resultados de desmatamento.

Existe um grande mercado potencial a ser atingido

O Projeto Solar Payback, iniciado em 2017, tem como objetivo promover o uso da Energia Termossolar para Processos Industriais (em inglês, Solar Heat for Industrial Processes, ou SHIP) em 4 países parceiros: Brasil, África do Sul, Índia e México.

O projeto tem como proposta aumentar a conscientização acerca do potencial técnico e econômico das tecnologias termossolares, divulgando informações sobre os custos e benefícios das aplicações. Além disso, a proposta prevê a cooperação com instituições financeiras para desenvolver os modelos que poderão se beneficiar de financiamento.

De acordo com a análise feita junto ao mercado nacional, existem cerca de 10 mil indústrias brasileiras produtoras de alimentos, bebidas, artigos de couro, têxteis, produtos químicos e farmacêuticos que podem ser potenciais consumidoras da tecnologia.

Proporciona maior economia

A economia financeira é resultado direto do menor uso de energia elétrica. Nas indústrias, o aquecimento de água tem várias aplicações: água quente para chuveiros e pias sanitárias, para cozinhas ou refeitórios e também para processos industriais.

Ao usar o sol para aquecer a água, e não a eletricidade ou o gás, a economia é significativa (em média 35% de redução na tarifa de energia).

Segundo dados da Associação Brasileira de Energia Solar Térmica (Abrasol), cada metro quadrado de coletor solar instalado gera cerca de 80 kWh mensais de energia. A variação acontece em função da região de instalação (maior ou menor insolação) e das condições climáticas. Em um ano, a economia média pode chegar a 960 kWh por metro quadrado.

Powered by Rock Convert

Confira aqui como calcular a economia de uma aplicação termossolar.

Essa economia se torna ainda mais interessante em tempos de escassez de água e de racionamento de energia. Quando isso acontece, é cobrada uma taxa extra sobre a faixa de consumo, a chamada bandeira tarifária, que pode encarecer em até 60% a conta de energia elétrica.

Leia mais aqui para entender como funciona o seu medidor de energia e identificar os motivos do custo extra. 

Isso é importante por conta de os níveis de alguns dos mais importantes reservatórios de água, como o Cantareira, ficarem abaixo do volume necessário, como o exemplo de 2014, quando o país enfrentou uma grave crise hídrica.

O investimento para instalação de um sistema de aquecimento solar dependerá do volume de água utilizado pela empresa e dimensionamento do projeto, mas o payback (tempo de retorno do investimento) pode variar entre 2 e 5 anos. É importante esclarecer que a tecnologia aquece a água, mas não gera energia elétrica que possa ser utilizada em outras aplicações.

O funcionamento do aquecedor solar para indústria

Indústrias de vários setores podem se beneficiar com o sistema de aquecimento solar. Mesmo que a empresa não tenha demanda de água aquecida em seus processos industriais, o uso pode ser direcionado para vestiários de funcionários (pias e chuveiros) e para cozinhas.

A grande vantagem é o fato de as empresas não ficarem dependentes de uma única fonte de energia nem sujeitas aos reajustes tarifários.

Os sistemas são compostos por placas solares (ou coletores) e reservatório térmico. Os coletores absorvem a radiação e aquecem a água que circula no interior de suas tubulações.

O reservatório térmico, também conhecido como boiler, armazena e conserva a água aquecida. Para serem utilizados por indústrias, os reservatórios precisam ter capacidade de armazenamento superior a 1.000 litros de água.

É indicado que os reservatórios sejam instalados o mais próximo possível dos coletores, para evitar a perda de eficiência do sistema, e, de preferência, sob o telhado, para não ocorrer perda de calor para a atmosfera. Bem dimensionado, o sistema produz água quente em grande volume e mantém a temperatura estável.

Normalmente, o aquecedor solar conta com um sistema auxiliar de aquecimento, que só entra em operação quando houver um período com dias nublados ou chuvosos. Porém, em um país com clima tropical como o Brasil, o sistema auxiliar tende a permanecer a maior parte do tempo desligado.

O investimento no sistema é bem menor do que o cliente imagina, e os benefícios são indiscutíveis. A vida útil dos equipamentos chega a 20 anos e, praticamente, não há necessidade de manutenção.

Nós oferecemos soluções eficientes e de alta tecnologia para aquecimento solar, dimensionadas de acordo com qualquer tipo de empresa, e valorizamos a qualificação de nossos parceiros. Também contamos com logística diferenciada para evitar grandes estoques nas revendas, que, muitas vezes, não dispõem de espaço livre para armazenar os equipamentos.

Você gostaria de se tornar um parceiro da Kisoltec e conhecer nosso programa de qualificação do lojista? Entre em contato conosco e conheça mais sobre o aquecedor solar para indústria e toda nossa linha de produtos. Venha fazer parte do nosso time!

* Foto de capa by https://www.solar-payback.com/.

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *