Benefícios do aquecimento solar em habitação de interesse social

Um sistema de aquecimento solar traz várias vantagens para moradias, como maior economia de energia e melhor qualidade de vida. O uso da tecnologia é interessante também no caso de uma habitação de interesse social. Alguns projetos, como o Minha Casa, Minha Vida, destinado a famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil, já utilizam obrigatoriamente o aquecimento solar em algumas unidades das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com benefícios significativos para os moradores, que conquistam maior eficiência energética.

Mesmo no caso de habitações de interesse social, esse sistema é acessível e pode ser implantado. Continue a leitura para entender como essa tecnologia é viabilizada em projetos de baixo custo e quais os resultados para a população que neles reside.

Conheça os diferenciais do aquecimento solar em uma habitação de interesse social

O aquecimento da água promove maior conforto aos moradores. Com o uso de um sistema de aquecimento solar, é possível direcionar a água quente para chuveiros, torneiras e outras instalações da moradia. O principal benefício é a economia de energia elétrica.

Além da redução na conta de luz, os empreendimentos residenciais passam a ter maior eficiência energética, promovendo a sustentabilidade. Por esse motivo, em várias iniciativas voltadas à construção de habitações de interesse social estão se tornando obrigatórias ou recebendo estímulos, como isenção de impostos.

Em alguns projetos de casas populares, como o Minha Casa, Minha Vida, além do aquecimento solar, também existem sistemas para produção de energia fotovoltaica (ou seja, que utilizam painéis solares capazes de transformar a insolação em energia elétrica). Com o aquecimento solar, a redução na tarifa de energia elétrica chega a até 30%, dependendo da bandeira tarifária.

Em projetos com geração de energia fotovoltaica, o índice é ainda maior, praticamente zerando a conta. O investimento para instalação, no entanto, também é maior, e por essa razão os projetos de habitação de interesse social priorizam a tecnologia de aquecimento, que recebe diversos incentivos por parte de governos estaduais e federais por promover maior eficiência energética.

Para o setor público, a iniciativa também é interessante, pois evita a necessidade de ampliação das instalações de redes de distribuição e de transmissão em algumas localidades, além de promover a sustentabilidade do empreendimento.

Entenda a oportunidade do estímulo ao aquecimento solar em habitações de interesse social

Como o governo oferece incentivos para projetos de aquecimento solar, o mercado de construção de moradias de baixo custo é um segmento que representa grandes oportunidades para as empresas do setor. Afinal, enquanto as construtoras recebem o estímulo e se beneficiam com a valorização imobiliária de seus projetos, os instaladores e fornecedores de equipamentos encontram novas oportunidades de negócio.

No modelo de negócio mais utilizado, cada moradia recebe um coletor solar e um reservatório para aquecimento da água. O projeto é feito considerando a quantidade de moradores, os principais usos e a vazão de cada dispositivo. Porém, em edificações mais modernas, com sistemas individualizados de água, o sistema tende a ser mais complexo.

Por esse motivo, é muito importante conhecer os detalhes do projeto de habitação de interesse social, suas características e a quem se destina. O dimensionamento correto dos sistemas de aquecimento e o uso de equipamentos de qualidade que sejam certificados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) garantirão o sucesso da instalação.

Continue sua visita em nosso site para conhecer melhor a tecnologia de aquecimento solar e os incentivos concedidos para instalações sustentáveis em empreendimentos residenciais.

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *