Descubra agora a diferença entre aquecedor solar e aquecedor a gás

O chuveiro elétrico é um dos grandes vilões da fatura de energia no fim do mês. Pensando em reduzir o consumo de eletricidade e economizar, muitas pessoas buscam alternativas para o aquecimento de água. É aí que entram duas boas opções: aquecedor solar e aquecedor a gás. Mas como escolher entre elas?

Tudo depende do tipo de residência, das prioridades e do estilo de vida da família. Neste post, vamos fazer um comparativo entre as duas alternativas. Acompanhe!

Funcionamento

Para começar, é interessante entender como cada um dos aquecedores funciona. Veja.

Aquecedor a gás

Existem aquecedores a gás de dois tipos: por passagem ou por acumulação. O primeiro é o mais comum no Brasil e também o mais econômico — quando o chuveiro é acionado, o gás queima e a chama aquece a água que está passando na tubulação, como uma espécie de fogão.

A desvantagem é que, até que o líquido esquente nos tubos, é preciso esperar a água escorrer um pouco no chuveiro, o que leva a um certo desperdício. Já nos equipamentos que funcionam por acumulação, existem reservatórios que mantêm a água sempre quente.

Aquecedor solar

O aquecedor solar funciona a partir de dois componentes principais: as placas coletoras e o reservatório térmico (boiler). As placas contêm aletas de cobre ou alumínio que ajudam a captar a radiação solar e a transferir o calor para a tubulação de cobre — a serpentina.

Nos tubos, a água é aquecida e encaminhada para o boiler, onde fica armazenada e mantém a temperatura. Para os dias nublados ou com pouca incidência solar, o aquecedor conta com sistemas alternativos (elétricos ou a gás) que são acionados automaticamente para que a residência não fique sem água aquecida.

Powered by Rock Convert

Economia

Em relação à economia, os dois — aquecedor solar e aquecedor a gás — são vantajosos em comparação ao sistema elétrico. O primeiro é o que mais promove redução na conta de energia, no entanto, a instalação é um pouco mais cara do que o segundo.

Como a fatura vem bem mais baixa, o aquecedor solar “se paga” sozinho antes do que o aquecedor a gás, mesmo com o custo de instalação mais elevado. Nesse ponto, vale a pena observar quanto a família pode investir e se a prioridade de economia é de curto ou longo prazo.

Sustentabilidade

Se você se preocupa com o meio ambiente, as notícias também são boas: as duas opções são aliadas da sustentabilidade por promoverem a economia de energia. Porém, nesse quesito o aquecedor solar fica na frente, já que é considerado um equipamento de energia limpa.

Essa classificação parte da fonte de energia utilizada em cada um. Enquanto o aquecedor a gás precisa de gás natural ou de gás liquefeito de petróleo (GLP) — dois combustíveis fósseis esgotáveis e que emitem resíduos poluentes —, o outro só precisa do calor do sol, que é renovável.

Instalação

Por último, a instalação dos dois tipos de aquecedor é bastante descomplicada. Para o solar, há uma série de facilidades no que se refere ao financiamento do equipamento, o que deixa a alternativa ainda mais atrativa.

No entanto, nem sempre essa é uma opção viável, já que há a necessidade de instalar as placas coletoras no teto. Desse modo, para locais em que não é possível optar por um aquecedor solar, como um apartamento, a melhor solução pode ser o aquecedor a gás.

Como vimos, para quem quer economizar na fatura de energia, existem duas excelentes alternativas: aquecedor solar e aquecedor a gás. Para escolher a melhor opção, vale a pena observar as diferenças em aspectos como a economia proporcionada, a sustentabilidade e a possibilidade de instalação.

Se você chegou à conclusão de que o aquecedor solar é o mais indicado para sua família, não perca tempo! Entre em contato conosco e conheça nossas opções!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *