5 dicas para diminuir os custos na construção de sua casa

Trabalhos de construção costumam ser lentos e caros. Uma das etapas mais demoradas é a de lançamento dos alicerces, que envolve a segurança da estrutura da construção. Depois dos alicerces, seguem as paredes, que envolvem também acabamento. O processo das instalações elétricas e hidráulicas, bem como a colocação de pisos e revestimentos, são etapas trabalhosas e demoradas. A colocação da cobertura é outra etapa delicada no processo de construção e pode ficar muito cara se não for bem-feita e necessitar de constantes reparos.

Veja, neste post, algumas dicas que vão ajudá-lo a economizar na construção de uma casa, reduzindo o custo total. São dicas simples que farão toda a diferença. Confira!

Planeje muito bem antes de tudo

Sem o devido planejamento, a construção não sai. Tudo exige estudo e uma edificação precisa de planejamento redobrado. Ele deve considerar o tempo médio para a conclusão do projeto e os valores aproximados que serão gastos. É sempre melhor colocar uma margem a mais na definição dos valores e levar em conta os imprevistos.

Hoje já existem softwares de gestão, orçamento e gerenciamento de construção que ajudam a efetuar o planejamento, simulando a execução da obra em todas as suas fases, como o da Totvs ou da Sienge, por exemplo. Tais soluções permitem que haja um processo colaborativo, relacionado a um modelo padrão, com a possibilidade de integrar projetos de engenheiros e arquitetos e evitar desperdícios.

Monitore adequadamente os resíduos

Os resíduos e entulhos, que são inevitáveis, costumam encarecer o processo de construção. É preciso ficar atento ao controle adequado de materiais descartados. Essa apreciação pode reduzir em até 30% os custos com resíduos e entulhos.

Controle o material de construção

Da mesma forma que é possível desenvolver um método de controle para resíduos e materiais despejados, é possível criar um sistema de controle para a compra de materiais de construção: tijolos, cerâmica, cimento, tintas, telhas e madeiras, entre outros. Controlando esses materiais, garante-se melhor eficiência e economia — o que pode ser feito através de software específico ou planilhas, por exemplo.

Desenvolva boas práticas verdes

A construção ecologicamente sustentável costuma proporcionar melhores resultados — além de contribuir para a preservação do meio ambiente, gera maior economia. A redução de custos deve ser considerada em longo prazo também, e não somente durante a execução da obra. A estratégia permite a economia de 10% a 15% no valor total da construção, satisfazendo tanto os engenheiros, arquitetos e construtores quanto os usuários. Alguns bons exemplos de boas práticas verdes são:

  • Redução do consumo de energia;
  • Escolha de produtos que podem ser reutilizados;
  • Utilização de materiais reciclados;
  • Utilização de materiais criados a partir de fontes de energia renováveis.

Por isso, adote boas práticas verdes e considere a utilização de produtos econômicos, como as lâmpadas LED e a instalação de aquecedores solares. O aquecedor solar é um investimento interessante, pois reduz a conta de energia elétrica em até 30%. O custo inicial parece elevado, mas resulta em benefícios permanentes para a economia do morador e para o meio ambiente.

Aposte nos materiais alternativos

Considere também a possibilidade de utilizar materiais mais baratos que oferecem bons resultados. Hoje em dia, é muito comum o uso de materiais eficientes e de preços mais acessíveis, como cimento queimado, bambu, bloco isopet, adobe e até a cinza do bagaço da cana-de-açúcar. Esses materiais, além de contribuírem para uma construção ecologicamente correta, barateiam a compra de insumos na área de construção civil.

Considere sempre essas dicas: ajude a natureza e o próprio bolso! E você, já aplicou algumas dessas sugestões em obras na sua casa? Deixe seu comentário sobre como diminuir custos na construção!

One thought to “5 dicas para diminuir os custos na construção de sua casa”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *