Piscina em condomínios: conheça os 4 principais tipos

Entre os diversos itens que valorizam um imóvel, como localização e vaga de garagem, está a área de lazer. É por isso que empreendimentos do tipo “clube” — com piscina, churrasqueira, academia, brinquedoteca e muitos outros — vêm crescendo no Brasil.

Piscina em condomínios, portanto, é fundamental para quem quer elevar o status do imóvel e atrair compradores. O que você acha de considerar esse investimento?

Para começar, conheça os 4 principais tipos de piscina disponíveis no mercado:

Tipos de piscina em condomínios

1. Concreto/Alvenaria

Não há limites para a criatividade quando se trata de piscinas em concreto. Esta opção é bastante versátil, pois pode ser construída em qualquer tamanho, formato e profundidade. Ou seja, se adapta a qualquer projeto.

O acabamento pode ser de azulejo, pedra ou pastilha. Com relação ao formato, as possibilidades são inúmeras: quadrada, retangular, oval, redonda, com desenhos variados e subdivisões em diferentes profundidades.

Com os cuidados certos, a piscina de alvenaria pode durar até 40 anos. Mas é preciso garantir uma boa impermeabilização na sua construção, com manta asfáltica ou argamassa. Existem 4 subtipos: concreto armado (que é a mais comum), blocos de concreto, painéis de concreto e above ground (“acima do solo”).

O custo de uma piscina deste tipo é mais alto que os demais, mas sua manutenção costuma ficar em conta. A obra pode levar entre 30 e 60 dias.

2. Fibra de vidro

Se o importante é reduzir custo, os modelos de fibra de vidro são os mais indicados. Por serem pré-fabricados, eles custam menos que a piscina de alvenaria (cerca de 50% do valor) e a instalação é mais rápida.

Assim, sobra dinheiro para investir na área ao redor da piscina, em que você terá que pensar mais cedo ou mais tarde.

A facilidade de manutenção é outra vantagem, já que, por ter superfície lisa, não acumula fungos e não tem frestas nas quais a sujeira possa se depositar.

Ainda, a piscina de fibra de vidro é bastante resistente a vazamentos. Entretanto, nunca deve ser esvaziada completamente, pois pode acabar quebrando.

A desvantagem é a limitação de formatos, profundidades e tamanhos. Se a personalização é fundamental no seu projeto, a piscina de fibra de vidro não será a melhor opção.

3. Vinil

A piscina de vinil é, na verdade, um revestimento para o concreto. A vantagem é que o material já tem a função de impermeabilizar e é mais rápido de instalar que pastilhas ou azulejos.

Além disso, tem baixo custo e fácil manutenção, comparada às piscinas de fibra de vidro, pois sua superfície também é lisa. Mas a instalação deve ser feita por empresa especializada para evitar rugas.

O material, entretanto, é menos durável que os concorrentes: ela dura, em média, 10 anos. Deve-se ter muito cuidado com objetos pontiagudos e cortantes, que podem rasgar e danificar o vinil.

4. Vidro

As piscinas de vidro são extremamente sofisticadas e combinam com projetos de alto padrão. Elas são bastante decorativas e, ao contrário das demais, ficam com uma parte acima do solo, para evidenciar o design.

É claro que essa sofisticação está relacionada a um alto custo: esse é o modelo mais caro do mercado.

Sua instalação também requer muita atenção. O local onde vai ficar a piscina deve ser preparado com quadros de aço inox nivelados e planos. O material, porém, não é tão frágil quanto você possa imaginar. São utilizadas várias camadas de vidros laminados compostos também por plástico altamente flexível.

Cuidados com piscina em condomínios

Depois de escolhido o tipo e modelo da piscina, cabem alguns cuidados importantes para sua instalação em condomínios:

  • se for construir sobre garagens, preveja decks elevados, para não interferir no piso a piso;

  • construa a piscina sobre a laje, desconectada da estrutura do prédio;

  • faça a impermeabilização com profissionais especializados para evitar vazamentos.

Não se esqueça, também, da manutenção periódica. E tenha sempre à mão os equipamentos e produtos específicos para piscinas.

Esperamos ter tirado suas primeiras dúvidas a respeito de piscina em condomínios. Agora, deixe seu comentário com dicas, perguntas e sugestões. Vamos adorar saber mais sobre o seu projeto!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"