Economia de energia: 5 aparelhos que vão te ajudar a reduzir custos

A preocupação com economia e orçamento doméstico é recorrente na casa dos brasileiros, especialmente em tempos de crise. Uma energia que apresenta constantes aumentos e reajustes, como a que temos hoje, acaba pesando no orçamento se não for utilizada de forma consciente.

A economia de energia, além de contribuir para um mundo mais sustentável, permite a redução dos custos e alívio das contas no fim do mês. Aliado a isso, a tecnologia desenvolvida tem disponibilizado no mercado alguns aparelhos que facilitam essa tarefa. Listamos 5 deles para você começar hoje mesmo a reduzir os custos com energia. Acompanhe!

1. Lâmpada inteligente

A lâmpada inteligente é uma forma de economizar energia a partir do controle da luminosidade. Através de um interruptor já comumente utilizado por todos, a lâmpada inteligente torna possível o reconhecimento de comandos para controlar a intensidade da iluminação.

É o bulbo inteligente que ajusta a potência de acordo com a vontade do usuário. Dessa forma, a energia usada é o suficiente para atender a demanda do momento e não há desperdício.  

2. Ar-condicionado ecologicamente correto

O ar-condicionado que funciona alimentado por energia solar também é uma boa opção para quem quer economizar e reduzir os custos. Modelos ecologicamente corretos são apostas de empresas igualmente preocupadas com o meio ambiente e que valem o investimento.

3. Dispositivo conectado na tomada

Existe no mercado um dispositivo que, quando conectado ao aparelho, consegue dosar a quantidade de energia necessária para seu funcionamento, impedindo o gasto desnecessário. Desenvolvido para geladeiras, freezers, bombas de piscina e de hidromassagem, esse dispositivo proporciona uma economia de energia de até 35%.

Além disso, outra alternativa de economizar energia é observar os aparelhos que podem ser desconectados da tomada quando não estiverem sendo utilizados. Isso porque alguns, mesmo que desligados, continuam funcionando no modo stand by e acabam gastando energia.

4. Energia solar

Que a energia solar é uma alternativa mais econômica e ecológica para alimentar tanto residências quanto estabelecimentos comerciais não é surpresa para ninguém. Utilizar mais essa fonte de energia e de forma otimizada, garante redução na conta de luz e proteção ao meio ambiente.

Muitas empresas se especializaram na instalação das placas de energia solar e tornaram essa tecnologia mais acessível. Além disso, é possível encontrar objetos como coolers, carregadores portáteis e até powerbanks que já funcionam a partir de painéis de energia solar.

5. Chuveiro econômico

Alguns modelos de chuveiros também foram desenvolvidos com o objetivo de economizar energia. Eles podem ser um pouco mais caros que os modelos convencionais, mas representam, na verdade, um investimento, já que proporcionam no futuro uma redução da conta de luz.

Pronto para economizar energia com todas essas opções que o mercado oferece? Não só como uma boa alternativa para contribuir para um planeta sustentável, a economia de energia representa também uma forma de reduzir os custos domésticos. A preocupação com o orçamento pode ser substituída por mais qualidade de vida e estabilidade.

Gostou do nosso artigo? Então, aproveite e dê uma olhada em outras formas fáceis de economizar energia para que, cada dia mais, você possa usufruir dos benefícios dessa prática.

Sistema de aquecimento solar: como deixar a piscina mais gostosa em qualquer tempo

Existem localidades de clima muito frio que precisam que a piscina seja aquecida durante todo o ano, ou, pelo menos, metade dele. Mesmo em regiões tropicais, as pessoas deixam de aproveitar a piscina durante a madrugada e em dias nublados e chuvosos porque não estão à vontade com a temperatura da água.

Hoje já existem várias tecnologias para resolver esse problema, mas o sistema de aquecimento solar tem alguns benefícios únicos. Continue a ler e descubra-os!

Funcionamento do sistema de aquecimento solar

As placas solares feitas de material resistente à corrosão são instaladas em uma área de grande incidência solar e ao céu aberto, que pode ser tanto no telhado quanto no solo, e são direcionadas de forma a otimizar a capitação solar. Com a ajuda de uma motobomba (que em alguns casos pode ser o filtro da piscina), a água da piscina é enviada para as placas, onde absorve o calor. Esta circulação é realizada enquanto a temperatura externa for maior que a temperatura da água da piscina. Este controle é feita com a ajuda de um controlador digital.

Vantagens do sistema

Economia

Se você fizer uma pesquisa sobre os preços de instalação de sistemas de aquecimento, verá que existem alternativas mais baratas que o solar — como o elétrico, por exemplo. Muitas pessoas fazem uma escolha com base nessa informação, mas essa não é uma decisão sábia se você quer economizar.

O sistema de aquecimento solar precisa de placas de captação, transporte hídrico e tanque de armazenamento — esse último para manter a temperatura estável mesmo durante a noite e em dias nublados. Uma vez feito o investimento inicial, ele carece de apenas uma coisa: o sol. Isso significa que, salvo pela bomba que troca a água da piscina e pequenas manutenções, você terá custo zero durante todos os anos seguintes. É o sistema mais econômico a longo prazo.

A água aquecida pelo sol também pode ser utilizada para chuveiros e pias, o que reduz ainda mais a necessidade de gastos com energia elétrica.

Independência e versatilidade

Alguns sistemas carecem de fontes específicas, como gás ou lenha, que precisam ser adquiridos e transportados até o local de aquecimento. O sistema de aquecimento solar é completamente independente e não necessita de insumos exteriores. 

Isso torna o sistema mais prático e tira do administrador da piscina a preocupação com a manutenção de estoque da fonte de calor e o livra de surpresas desagradáveis, como um aumento abrupto no preço do gás ou mesmo uma paralisação no fornecimento — que pode acontecer por motivos técnicos ou geopolíticos.

Seja um sítio isolado do meio urbano com acesso por estrada de terra, um clube no meio da cidade ou ainda um apartamento de cobertura com uma pequena piscina, o aquecimento solar é capaz de suprir a demanda com autossuficiência e praticidade.

Ecologicamente correto

No momento atual, já não podemos consumir preocupados apenas com nossas necessidades individuais. O uso de fontes não renováveis, — como lenha, carvão e gás — é um problema ambiental grave que precisa ser solucionado com urgência. 

A energia hidrelétrica — principal matriz brasileira — é uma fonte renovável e, durante muito tempo foi considerada limpa, mas não é bem assim. As grandes áreas alagadas causam impactos nas populações tradicionais, como povos ribeirinhos e indígenas, além de colocarem toda a vegetação submersa em estado de decomposição e impossibilitarem o fluxo migratório de inúmeras espécies.

O sistema de aquecimento solar é verdadeiramente renovável — o sol nunca se esgota! — e sustentável, com o menor impacto possível ao meio ambiente.

Agora que você conheceu as vantagens desse sistema incrível, curta nossa página no Facebook e receba todas as novidades diretamente no seu feed de notícias!

4 dicas incríveis para vender aquecedor solar na sua loja

Diante das mudanças climáticas e da necessidade de preservação ambiental, projetos que promovam a sustentabilidade têm ganhado destaque nas construções de casas, empresas, condomínios, prédios, etc. Nesse contexto, vender aquecedor solar na sua loja pode ser um ótimo negócio.

O mercado de geração de energia solar tem crescido significativamente no Brasil. Com sol praticamente o ano todo, a enorme capacidade solar do país tem se refletido no mercado, que apresentou crescimento de 8% em relação ao ano anterior e está entre os 5 países com melhor desempenho no mercado.

Se você atua na área de vendas de aquecedor solar e quer saber mais sobre o assunto, continue lendo este artigo e veja algumas dicas que vão te ajudar a aumentar as vendas e, consequentemente, a margem de lucro. Confira.

Dicas para vender aquecedor solar na sua loja

Hoje, cada vez mais pessoas optam por matrizes energéticas renováveis e limpas, o que contribui para o crescimento de todo o setor de produção, vendas e instalação de equipamentos para geração de energia e aquecimento solar.

Essa positiva consciência ambiental se reflete no aumento nas vendas, mas será que sua equipe está preparada para esclarecer as dúvidas e oferecer as informações de maneira adequada ao consumidor?

Veja algumas dicas que podem te ajudar:

Entenda a necessidade do cliente

Antes de vender, é preciso conhecer a fundo a realidade do cliente para oferecer a melhor solução de acordo com o caso específico, afinal as necessidades de um consumidor doméstico são diferentes de uma empresa, comércio, escola, etc.

Como o aquecedor solar é uma solução aplicável para diversas obras e finalidades, entender a necessidade do cliente é fundamental na hora de oferecer um diagnóstico preciso.

Conheça os benefícios do produto

Treine todos os seus vendedores de modo que eles saibam exatamente para que serve seu produto, com suas funcionalidades, vantagens e benefícios. Dessa forma, eles estarão preparados para esclarecer todas as dúvidas dos clientes, o que vai dar autoridade à sua marca.

Concentre-se em oferecer soluções genuínas

Com o mercado cada vez mais concorrido, é preciso se diferenciar. Para isso, ofereça soluções genuínas, que os concorrentes não são capazes de oferecer.

Invista no atendimento completo, esclarecimento das dúvidas, pós-venda eficiente e condições de pagamento diferenciadas, entre outros, sempre tendo como foco a satisfação e fidelização dos clientes.

Saiba quando afirmar a sua experiência em vendas

Tendo entendido bem a necessidade do cliente, apresentado todos os seus benefícios e oferecido soluções genuínas, ficará muito mais fácil sua empresa se tornar referência no setor.

Lembre-se sempre: quanto mais conhecimento sobre a solução oferecida e seu correto funcionamento (até mesmo com informações mais técnicas, caso haja necessidade), melhor para a consolidação da autoridade da sua marca no assunto.

Neste artigo falamos sobre algumas dicas para vender aquecedor solar na sua loja. Como vimos, esse é um mercado promissor, que tem crescido constantemente nos últimos anos devido à busca por meios de consumo sustentáveis e ecologicamente corretos, além de fatores financeiros também.

Se quiser saber um pouco mais sobre o tema, veja este artigo do nosso blog sobre os valores para se instalar e manter um aquecedor solar: Quanto custa um aquecedor solar? Descubra aqui!

Vale a pena ter um coletor solar para casa? Descubra aqui!

Nos últimos anos, a procura por sistema de aquecimento de água vem crescendo a cada dia. Isso porque para quem está construindo ou reformando, e quer ter mais economia na conta de energia elétrica, o aquecimento solar é o mais viável e com melhor custo-benefício que outros sistemas convencionais.

Mas será que o coletor solar para casa é a melhor escolha? Continue lendo esse artigo e descubra!

O que é um coletor solar para casa?

O coletor solar é um sistema simples de aquecimento de água, que normalmente é instalado no telhado ou na laje das casas.

O equipamento é composto por placas de captação que absorvem a radiação solar em um reservatório térmico, também conhecido como Boiler, que manterá a água quente para ser utilizada na residência.

Como esse sistema funciona?

No processo de aquecimento, a radiação solar é captada através das placas coletoras e estas, por sua vez, recebem um tratamento especial para melhor absorção da energia do sol.

O calor armazenado é transferido para as tubulações contendo serpentinas e, assim que a água passa, é aquecida e desloca-se para o reservatório do aquecedor solar — onde ela será armazenada e mantida aquecida para ser utilizada posteriormente.

Pelo sistema termossifão — composto pelos painéis solares e o reservatório térmico — a água circula por convecção, onde a parte quente e menos densa fica na parte superior do reservatório e a água fria, mais densa, desce, criando uma circulação natural.

Como ele pode ser útil no aquecimento de água?

Para aquecer a água — seja do chuveiro, seja da torneira —, os recursos mais comuns utilizados em residências são a energia elétrica ou os sistemas a gás. Mas, entre essas opções, o sistema de aquecimento solar pode ser a melhor escolha.

Apesar do custo de instalação ser maior que os demais, uma vez instalado há uma redução significativa do consumo de energia elétrica. Além disso, o coletor solar para a casa é um sistema mais seguro do que o aquecedor a gás e mais útil que o sistema elétrico, pois mesmo com a queda de energia a água quente ainda estará disponível para consumo.

Quais são as vantagens de um coletor solar para casa?

Dentre as principais vantagens que essa tecnologia pode oferecer estão:

  • alta durabilidade do equipamento, sendo de aproximadamente 20 anos;
  • fácil operação do sistema;
  • manutenção de baixo custo;
  • economia de energia significativa;
  • diminuição na utilização de combustíveis fósseis;
  • fonte de energia limpa, gratuita e inesgotável para aquecer a água;
  • montagem segura e pode ser integrado em outros sistemas já existentes.

Assim, o coletor solar para casa pode ser um bom investimento no momento de escolher a melhor solução para garantir a água aquecida, diminuir a conta de energia e não impactar o meio ambiente. Por isso, não deixe de conhecer todos os detalhes desse produto!

E você, ficou interessado em instalar esse equipamento na sua residência? Quer conhecer mais sobre o coletor solar para casa? Então entre em contato conosco e tire todas suas dúvidas agora mesmo!

3 tipos de aquecedores de água para vender em sua loja

A procura por aquecedores de água aumentou bastante nos últimos anos, assim como a preocupação com a economia de energia elétrica. Isso mostra que vender diversos tipos de aquecedores de água em uma loja é essencial para atender às necessidades dos clientes, levando em consideração que cada aparelho possui funcionalidades distintas.

No post de hoje, mostraremos quais são os principais tipos de aquecedores de água que não podem faltar na sua loja. Conheça cada um deles e saiba quais são suas principais características!

1. Aquecedor a gás

No geral, existem dois tipos de aquecedores a gás: de acumulação e de passagem. É interessante saber que ambos podem ser usados tanto com gás natural — aquele que é encanado e está disponível principalmente nas cidades — como o GLP, o gás tradicional de botijão.

De qualquer forma, ao disponibilizar esses aparelhos em sua loja, é importante orientar os clientes sobre o tipo de gás que será usado, para evitar qualquer tipo de problema.

Aquecedor a gás de passagem

Com modelagens mais simples ou eletrônicas, esses aquecedores são bastante eficientes no controle de energia e, apesar de menores, são capazes de aquecer rapidamente a água que passa por sua tubulação.

Contudo, a única desvantagem é simples: ao ligar o chuveiro ou abrir a torneira, a água que já estava parada no cano é a primeira a sair e vem fria, pois não há como aquecê-la.

Aquecedor a gás por acumulação

Maior do que um aquecedor a gás de passagem, o de acumulação é um tipo que oferece vantagens especiais. Uma delas é a capacidade de armazenar água quente em seu interior, o que também permite sua rápida circulação até o ponto de acesso.

Para quem procura aquecedores para atender diversos pontos — como dois chuveiros em uma mesma casa, por exemplo — esse tipo de aquecedor é o mais recomendado. Ele também é útil para demandas maiores, como para banheiras.

2. Aquecedor elétrico de acumulação

Também chamado de boiler, esse aquecedor possui formato de cilindro e é mais eficaz na produção de água quente. Ele é eficiente em locais com diversos pontos de aquecimento.

Entretanto, devido à alta capacidade e ao aquecimento feito por resistência elétrica, os aquecedores elétrico de acumulação são menos econômicos, especialmente quando servem a mais de um ponto.

Uma solução para esse problema é vender timers — temporizadores que servem para programar o melhor horário de funcionamento. 

3. Aquecedor solar

Os aquecedores solares estão entre os mais adquiridos pelos consumidores. Por isso, é essencial disponibilizar a opção em sua loja. Por ser um modelo que agrega mais sustentabilidade, esse aquecedor exige a exposição à insolação. O aquecedor solar é mais vantajoso quando existe uma demanda frequente e constante de água quente — assim, não é indicado para clientes que não necessitam água quente todos os dias, o que causaria um payback mais longo.

Por outro lado, para adquirir um aquecedor solar, o investimento é um pouco alto, mas a economia de energia também apresenta vantagens ao longo do tempo.

Aprendeu tudo o que precisava sobre esses 3 tipos de aquecedores de água que precisam ser vendidos em sua loja? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Então, deixe seu comentário em nosso post! 

Equipamentos e produtos indispensáveis para piscina

Folhas na superfície da água e resíduos no fundo e nas paredes da piscina: essas são algumas das situações que deixam muito gente incomodada e tiram a vontade de dar aquele mergulho, não é mesmo? No entanto, existem alguns equipamentos e produtos para piscina que vão sempre deixá-la convidativa para o uso.

Há alguns para facilitar a limpeza da piscina e outros para identificar a quantidade de pH ‫― prevenindo possíveis inflamações na pele do banhista. Há, ainda, aqueles que auxiliam no aquecimento da água.

Quer saber mais? Continue a leitura do post e conheça 5 produtos indispensáveis para ter na sua área de piscina. Confira!

1. Peneira cata-folhas

Inevitavelmente, nas casas com árvores ou plantas menores em volta da área da piscina há acúmulo de folhas na água. Para retirá-las, é fundamental ter uma peneira apropriada. Escolha aquela que não tenha uma trama muito espessa. Assim, fica mais fácil retirar a sujeira.

2. Estojo de medição de pH

Irritações nos olhos, na pele e nas mucosas: essas são algumas das consequências para os banhistas quando o pH da água está baixo. É preciso verificar como está esse fator antes de disponibilizar a piscina para o banho.

Por meio do kit de testes de pH, é possível fazer a verificação correta e tomar as devidas providências ― dependendo da condição da água.

3. Cabo telescópico

Uma piscina suja não é algo nada convidativo para um banho. Para fazer uma limpeza adequada da piscina, é essencial a utilização do cabo telescópico.

Ele permite que se retire resíduos tanto da superfície quanto do fundo e das paredes da piscina. Recomenda-se que o tamanho do cabo seja suficiente para atravessar sua piscina de uma ponta à outra.

4. Escova curva

A escova da piscina também é um dos equipamentos indispensáveis. Assim que você notar o surgimento de manchas nas superfícies da piscina, encrustações e acúmulo de sujeira, já está na hora de usar a escova.

As melhores são aquelas com curvatura, pois possuem cerdas ligeiramente inclinadas em suas extremidades, facilitando a escovação de pontos difíceis de difícil alcance da piscina.

5. Aquecedor solar

Durante o outono ou o inverno, ir para a piscina pode não ser uma boa ideia: essa é uma realidade para quem não tem aquecedor na piscina, mas aqueles quem têm podem aproveitar os dias frios ajustando a temperatura da água da forma como acharem mais agradável.

No entanto, os modelos de aquecedor de água a gás e elétrico são extremamente caros e impactam bastante no consumo de energia.

Uma ótima recomendação é investir no aquecimento solar. Ele é um processo de geração de energia totalmente sustentável, que otimiza o uso da sua piscina e apresenta um custo de manutenção muito baixo.

Esses foram alguns dos produtos para piscina que não podem faltar na sua casa. É importante também conhecer maneiras de economizar a água da piscina: fazer manutenções constantes e manter uma rotina de limpeza são algumas das atitudes recomendáveis. Afinal, desperdiçar água faz mal para o seu bolso e para o planeta.

E aí, quais os produtos que você utiliza para deixar a piscina limpa? Conte para a gente deixando seu comentário neste post!

Aprenda como escolher aquecedor solar para piscina

Você já parou para pensar como é incrível tudo o que a tecnologia pode nos proporcionar? Quando se fala em aquecedor solar para piscina, então, não há do que reclamar com o tanto de opções que o mercado hoje oferece.

E, por ser um método não tão utilizado e propagado quanto poderia ser, vamos tratar no post de hoje de tudo o que você precisa saber antes de instalar esse sistema de aquecimento na sua casa.

Quais as vantagens de um aquecedor solar para piscina?

Como você já deve imaginar, o aquecedor solar é uma das tecnologias mais limpas e amigas do meio ambiente. Isso é verdadeiro porque ele utiliza, obviamente, a energia do Sol que já está disponível todos os dias. Você apenas passa a captá-la depois que instala o equipamento adequado na sua casa.

Com isso, os gastos em consumo de energia podem cair em até 40% por mês. Então, além de manter a água da piscina sempre em temperatura agradável, você vai economizar muito, tanto a curto como a longo prazo.

Como escolher o aquecedor ideal?

Antes de decidir o aquecedor solar usado, é imprescindível que você já saiba exatamente qual será o tamanho da superfície da piscina. É a partir das dimensões dela que você poderá definir a quantidade e o tamanho das placas coletoras de energia, além do reservatório de água quente.

Cada projeto tem as suas especificidades, o que vai contar muito na hora de escolher o aquecedor. Além do tamanho da piscina, é preciso ter certeza de que você tem o espaço necessário para a instalação das placas de captação e que elas possam ser colocadas em posição favorável.

Buscar um equipamento de qualidade é essencial para que o resultado final seja alcançado. Para isso, será preciso contar com uma empresa que esteja realmente preocupada em atender às necessidades específicas do cliente.

A quais características é preciso ficar atento?

Existem dois tipos básicos de aquecedores: o aquecedor a vácuo e o coletor solar plano. Para entender melhor como cada um funciona e as suas especificidades, é preciso entender as diferenças entre eles. De qualquer forma, converse com os profissionais para saber qual escolha fazer.

As placas são feitas em cobre ou aço inox, e são elas que transformam a radiação do Sol em calor. Depois desse processo, por meio das serpentinas a água é transportada até o boiler.

Para as regiões mais frias, onde há a possibilidade de congelamento das serpentinas, o inox é o material mais recomendado. Nos demais locais, cobre ou inox são boas alternativas.

O boiler que vai armazenar a água quente também deve ser de qualidade, podendo ser composto por cilindros de cobre, de aço inox ou de polipropileno. A sua capacidade de armazenamento também vai variar de acordo com o tamanho da piscina.

Se você gostou das nossas dicas e precisa de uma assessoria mais pessoal para o projeto da sua casa, entre em contato conosco. Nós vamos adorar ajudá-lo a encontrar o aquecedor solar para piscina ideal!

Afinal, o que é boiler solar?

Ter um boiler solar é essencial para a eficiência do sistema de aquecimento solar e sem ele, dificilmente você terá uma grande economia no final do mês. O boiler solar se trata de um reservatório que tem o objetivo de conservar a água aquecida para ser usada posteriormente, sem necessidade de uso da energia elétrica para o procedimento.

É importante ressaltar que ter um equipamento de qualidade faz toda a diferença. Afinal, é ele quem vai manter a temperatura da água por mais tempo. O boiler solar tem se mostrado eficiente, garantindo diversas vantagens para quem apostou na aquisição de um produto como esse.

Ainda tem dúvidas sobre o que é o boiler solar e como ele pode favorecê-lo? Confira!

Afinal, o que é exatamente um boiler solar?

A palavra “boiler” quer dizer “reservatório térmico”. Ou seja, quando falamos boiler solar significa que é um reservatório que armazena a água que foi aquecida pelos coletores solares. Funciona como uma espécie de caixa d’água térmica.

O reservatório térmico precisa ser construído com material resistente, pois isso será relevante para a durabilidade do sistema de aquecimento solar. Os tipos mais comuns de reservatórios são construídos com aço inox, isolados termicamente com poliuretano e revestidos com alumínio. Á agua sempre fica em contato com o aço inox, o que garante uma maior durabilidade ao produto. O isolamento térmico de poliuretano garante que a água se mantenha quente por mais tempo e o revestimento de alumínio protege o isolamento térmico, garantindo assim que a eficiência térmica do produto se mantenha por anos!

Alguns fabricantes utilizam outros materiais na construção do boiler, como plástico, isopor e lã de vidro. Cada material tem suas vantagens e desvantagens e isto deve ser levado em consideração na hora da compra.

Os boilers possuem um sistema de aquecimento auxiliar elétrico. Este sistema é utilizado quando os coletores solares não conseguirem aquecer a água na temperatura desejada para consumo. O sistema auxiliar é composto por uma resistência elétrica e um termostato. Alguns fabricantes possuem modelos de boiler sem o suporte elétrico e neste caso, o usuário do sistema deverá utilizar um outro sistema de apoio, por exemplo, um chuveiro elétrico.

Reservatório térmico (boiler solar)
Reservatório térmico (boiler solar)

Quais as vantagens de ter um boiler solar?

O boiler solar ou reservatório térmico é um item essencial em um sistema de aquecimento solar. Os coletores solares captam a energia solar e convertem em calor, que é transferido para a água. O boiler é responsável por manter este água quente até que ela seja consumida a noite, ou seja, sem um reservatório térmico, toda a água aquecida pelos coletores solares “esfriaria” e você não teria água quente para tomar o seu banho a noite. 

Outra grande vantagem de um boiler solar é o sistema de aquecimento auxiliar. Com este sistema instalado, você poderá trocar o seu chuveiro elétrico por uma ducha, o que trará um conforto extra para o seu banho. Em dias frios e chuvosos, basta ligar o sistema de aquecimento auxiliar do reservatório que a água será aquecida na temperatura pré-determinada (configurada no termostato do sistema).

No mercado existem vários tipos e modelos de reservatórios térmicos. Quer conhecê-los e saber qual é o melhor para sua residência? Conheça o ebook como escolher o reservatório térmico do seu aquecedor solar!

Entenda como ocorre a durabilidade do aquecedor solar

O aquecedor solar é uma realidade em muitas casas brasileiras, ajudando o meio ambiente e ainda permitindo ter água quente e conforto sem gastar muito com a conta de energia no fim do mês.

Porém, na hora de analisar se essa é uma boa opção, muitas pessoas não sabem qual é a durabilidade do aquecedor e, com isso, não conseguem dimensionar o tempo de retorno que terão sobre o investimento.

Se você está construindo ou reformando e pensa em contar com um aquecedor solar na sua casa, continue a leitura e saiba tudo sobre o seu funcionamento e durabilidade.

Como funciona o aquecedor solar?

O aquecedor solar, como o próprio nome indica, utiliza o calor do sol para aquecer a água e mantê-la em uma temperatura agradável para que possa ser utilizada nos chuveiros, torneiras, piscinas e muitos outros.

Para que esse processo ocorra, são necessárias algumas partes essenciais que formam os aquecedores, sendo elas:

1. Placas coletoras ou coletores solares

Fabricado em cobre ou aço inox, é o local onde a água é aquecida pelo calor do sol. Os coletores são responsáveis por transformar a radiação do sol em calor e, posteriormente, aquecer a água (que passa por serpentinas) e então é transportada por uma bomba até o boiler.

Nas regiões mais frias e que sofrem com geadas, as placas de inox são as mais usadas, já que o frio intenso pode congelar a serpentina por onde a água corre. O inox é responsável por evitar o rompimento das serpentinas em caso de congelamento.

Geralmente, os sistemas contam com mais de uma placa de aquecimento, sendo que a água passará pela serpentina quantas vezes for necessário até que ela consiga ser aquecida.

2. Boiler ou reservatório

É o local onde a água quente fica armazenada. Normalmente ele é produzido em aço inox e possui diversas capacidades, variando de 200 a 5000 litros e pode ser de baixa ou de alta pressão.

Na maior parte das casas, a água circula do coletor para o boiler através de um sistema natural chamado de termossifão. Nos casos de grande volume, esse sistema é feito por bombeamento, com o uso de motobombas.

Além disso, muitos dos reservatórios podem dispor de um apoio elétrico para os dias nublados, sendo que o consumidor não precisará acioná-lo porque ele é automático. Mas, como o Brasil possui uma grande incidência solar, o uso do sistema elétrico é bastante reduzido.

Qual a durabilidade do aquecedor solar?

Na hora de se decidir por usar ou não um aquecedor solar na sua casa, um ponto que deve ser considerado é a durabilidade do sistema. Assim você terá uma ideia do tempo de amortização do investimento.

Se você já andou dando uma pesquisada no assunto, pode ter notado que existe uma discrepância entre a durabilidade do sistema, sendo que alguns técnicos dizem que ele pode durar 5 anos e outros até 30 anos.

A média, no entanto, é de 20 anos de vida útil, desde que, claro, você considere as recomendações quanto à compra, instalação e à manutenção.

Durante a compra é importante analisar as características da água que irá abastecer o aquecedor solar. Dependendo destas características, deve-se optar por reservatórios térmicos em aço inox 316 e coletores solares de aço inox. Em alguns casos, a água é potável, porém, possui características que corroem os metais usados na fabricação do produto.

A instalação deve ser sempre feita por um técnico, que analisará o espaço disponível para a instalação, evitando colocar os coletores próximos de árvores frutíferas ou em locais que podem sofrer ações de vândalos (como crianças jogando pedra, por exemplo). 

Já a manutenção, em geral, é bastante simples. A cada dois anos, é recomendada uma limpeza dos coletores, que pode ser feita com água e sabão, de preferência nas primeiras horas da manhã ou no fim da tarde, o que evita o choque térmico devido a mudanças bruscas na temperatura.

Além disso, é recomendável sempre verificar a integridade dos vidros dos coletores e também a drenagem do sistema, principalmente se atentando a possíveis obstruções nas tubulações.

Com esses cuidados, é possível que o seu sistema de aquecimento solar dure até duas décadas, amortizando o seu investimento inicial e ainda ajudando você a poupar com as contas de energia elétrica.

Agora que você já entendeu o funcionamento do aquecedor solar e a sua durabilidade, que tal contar com um sistema assim na sua casa? Entre em contato conosco e saiba como adquirir o seu!

Como o aquecedor solar reduz custos de energia?

Na tentativa de reduzir gastos, as pessoas procuram adotar práticas mais conscientes de consumo. Medidas como diminuir o tempo do banho ou substituir o ar-condicionado pelo ventilador costumam trazer algum resultado.

Você sabia que é possível reduzir ainda mais os custos de energia? Com o aquecedor solar, a economia pode chegar a 40% do valor da fatura.

Neste artigo vamos tratar das principais características desse sistema de energia e demonstrar como ele pode ser uma ótima opção para você. Confira:

Funcionamento do aquecedor solar

Em síntese, podemos dizer que o aquecedor solar funciona com a combinação de dois itens: as placas coletoras, que ficam expostas à luz solar e são responsáveis por absorver a radiação que entra em contato com a água, e o reservatório térmico (boiler), que armazena a água sem perda da temperatura.

Aquecedor solar no Brasil

As condições climáticas no Brasil são altamente favoráveis à utilização do sistema de aquecimento solar, mas o potencial dos recursos naturais ainda não é aproveitado como poderia.

A utilização do aquecedor solar não é exatamente uma novidade do mercado. Desde a década de 1980, a ABTN (Associação Brasileira de Normas Técnicas) define as diretrizes para o desenvolvimento do sistema.

O aquecedor solar e a redução dos custos

A instalação de um aquecedor solar em âmbito residencial pode custar entre R$ 2.000,00 e R$ 6.000,00. O preço tende a ser mais baixo quando a instalação ocorre durante a construção do imóvel, mas nada impede que o sistema seja implantado em imóveis prontos.

Muitas pessoas descartam a possibilidade de usar o aquecedor solar por acharem que o custo de instalação é muito alto. Não deixa de ser verdade que o investimento inicial é maior que em outros sistemas — é mais caro, por exemplo, instalar as placas coletoras do que um chuveiro elétrico, mas é preciso considerar o retorno a médio e longo prazo.

A água aquecida é utilizada, na maioria dos casos, em dois equipamentos: o chuveiro elétrico e a piscina. Historicamente, o banho quente é considerado o grande vilão das faturas de energia elétrica. Conseguir utilizar outra fonte de energia justamente nesses itens tão significativos é certeza de economia no final do mês.

Retorno e valorização

Com o passar do tempo, a economia na fatura de energia elétrica vai compensar o valor que foi gasto na instalação. Considerando que o aquecedor solar tem uma vida útil de aproximadamente 20 anos e que é possível recuperar o investimento em um prazo médio de dois anos, o sistema é altamente vantajoso.

Vale destacar, ainda, que um imóvel que conta com um sistema de aquecimento solar é mais valorizado no mercado imobiliário. Cada vez mais pessoas estão cientes da economia proporcionada pelo aquecedor e priorizam também um sistema de energia limpa e sustentável.

Há vários benefícios em colocar um aquecedor solar em sua casa. Ponderando os fatores apresentados neste artigo, é mais fácil entender a relação custo-benefício e deixar de levar em conta apenas os custos iniciais.

E você, ficou interessado em instalar um aquecedor solar? Gostaria de obter mais informações? Não deixe de entrar em contato conosco e tirar todas as suas dúvidas!