Aprenda a ler o medidor de energia e corte os gastos com eletricidade

O medidor de energia de uma residência é o aparelho responsável por aferir quantos kW são gastos durante um determinado período. Com os resultados desse medidor, a companhia responsável pela energia elétrica faz os cálculos baseados no valor do kW, originando a conta de luz. Mas você sabia que ler o seu medidor pode fazer com que você corte os gastos com eletricidade? Descubra, a seguir, como aprender a ler o medidor e como isso poderá ajudar a economizar.

Entenda a diferença entre medidor de ponteiros e medidor ciclométrico

Para aprender a ler o medidor de energia da sua residência, você deve, primeiramente, identificar qual o tipo de medição do relógio. Atualmente, os dois tipos mais comuns são o medidor de ponteiros e o medidor ciclométrico.

O medidor de ponteiros é constituído de pequenos relógios. Nesse caso, o relógio que está mais à direita indica o primeiro valor dos hW gastos e, para isso, basta identificar onde o ponteiro está parado em cada relógio. Caso o ponteiro esteja parado entre dois números, deve-se considerar sempre o menor valor.

Já o medidor ciclométrico mostra o valor de maneira imediata, ou seja, ele possui um leitor que tem um display no qual você vê o valor relativo ao consumo. Devido a essa característica, esse tipo de medidor normalmente é considerado o mais fácil de realizar a leitura de gastos.

Faça o cálculo do gasto diário

Uma das melhores formas de cortar os gastos com eletricidade é conhecer os seus padrões de consumo, e a leitura do medidor de energia pode ajudar bastante nisso. Basta fazer a leitura diária e calcular a diferença entre os valores de um dia para o outro.

Imagine, por exemplo, que em um dia o relógio marque 5780 e, no dia seguinte, marque 5795. Nesse caso, houve um consumo de 15 kW de um dia para o outro. Assim, ficará mais fácil se planejar para quando a conta chegar.

Identifique os dias de pico

É bem provável que, durante boa parte dos dias, o consumo de energia elétrica da sua casa se mantenha mais ou menos constante, apenas com pequenas flutuações, se tudo for feito da mesma maneira. Assim, é possível que, durante uma semana, no caso do exemplo anterior, o consumo varie entre 12 e 18 kW diários, em média.

Caso você identifique um dia em que há um gasto de 30 kW, por exemplo, então é sinal de que algo criou um pico de consumo. Ao fazer isso, você conseguirá identificar exatamente o que está consumindo mais energia do que deveria, o que diminuirá seus gastos com eletricidade.

Confira com a conta

Se você fizer leituras diárias do medidor de energia durante o mesmo período em que sua conta de luz é cobrada, você poderá fazer uma espécie de conciliação com a conta. Para isso, basta somar todos os valores encontrados por você durante o período, resultando no gasto mensal aferido por você.

Com isso em mãos, basta comparar com o gasto expresso na conta. Se o valor for muito discrepante e você tiver a certeza de que a medição foi feita corretamente, então isso é um indicativo de que ou a companhia elétrica cometeu um erro ou então que está havendo desvio de energia elétrica da sua residência.

Ao aprender a ler o medidor de energia da sua residência, você vai reduzir o consumo de eletricidade, porque conhecerá seus padrões de consumo e também encontrará possíveis irregularidades. Com menos consumo, os gastos com eletricidade serão menores e o seu bolso ficará mais satisfeito. Para economizar ainda mais, confira o post com 6 dicas para economizar energia.

Você pretende fazer a leitura do medidor de energia a partir de agora? Quais são suas outras dicas para diminuir os gastos com eletricidade? Comente e participe!

5 motivos para ter um aquecedor solar em casa

Muitos têm a visão errada de que instalar um sistema de aquecimento solar tem um custo muito alto, com o qual só as pessoas mais ricas poderiam arcar. Porém, com a evolução do mercado e o aumento das taxas nas contas de energia, contar com a luz do sol para aquecer chuveiros e piscinas vem se tornando uma realidade em muitas casas e negócios. Veja, a seguir, 5 vantagens de se ter um sistema de aquecedor solar e entenda os benefícios que esse tipo de energia traz para quem resolve utilizá-lo:

Economia

Quando você pensa no aparelho que mais consome energia na sua casa, qual nome vem à cabeça? O mais provável é que a resposta seja o chuveiro. O aquecimento da água para banho em uma residência pode representar cerca de 35% do consumo de energia elétrica mensal.

Por isso, utilizar a energia solar para aquecer a água do seu banho representa uma grande economia no fim do mês, por não ser tributado e não depender de concessionárias de energia. Assim, é possível garantir que o investimento feito seja compensado em pouco tempo comparado ao tempo de vida do sistema, que pode chegar a 30 anos.

Sustentabilidade

Atualmente, muito se discute a respeito do esgotamento das reservas energéticas. No Brasil, grande parte da energia elétrica é gerada através de hidrelétricas e termoelétricas, que possuem grande impacto ambiental. Portanto, utilizar a energia solar, que é abundante, garante que uma construção seja sustentável, preservando, assim, o meio ambiente.

Não é à toa que hoje, na cidade de São Paulo, a legislação vigente obriga que novas residências sejam construídas com a infraestrutura necessária para instalar o sistema, e que estabelecimentos que fazem uso extensivo de água quente invistam nesse tipo de energia.

Valorização

Em tempos de sustentabilidade, ter um imóvel com aquecimento solar é um diferencial bem valorizado no mercado imobiliário. Adotar esse sistema em uma obra, por exemplo, pode garantir impostos reduzidos, como forma de incentivo ao uso dessa energia. Além disso, os compradores têm se preocupado mais com o uso de uma energia limpa e inesgotável, assegurando que a procura por imóveis ecologicamente corretos seja alta.

Conforto

Ao contrário da grande maioria de chuveiros, que não fornecem muitas opções de escolha de temperatura, com o Aquecedor Solar o usuário pode escolher a temperatura da água que mais o agrada, aumentando assim o conforto do banho. Basta regular a quantidade de água quente e água fria que será utilizada na mistura.

Manutenção

Além das vantagens citadas, o aquecedor solar exige pouca manutenção. Recomenda-se a limpeza das placas a cada 6 meses, com água e sabão, para retirar a poeira acumulada e evitar que ela prejudique a captação da luz solar e uma drenagem anual do sistema.

É importante frisar que, ao buscar um sistema de aquecedor solar, deve-se procurar ajuda especializada e um bom equipamento, assegurando que este tenha um bom tempo de vida e que a instalação seja feita corretamente. Curtiu nosso post e está pronto para iniciar o projeto de energia solar para seu imóvel? Comente abaixo e nos conte um pouco da sua experiência!

Conheça a diferença entre o módulo fotovoltaico e o aquecedor solar

O Brasil se situa em uma zona tropical do planeta Terra e recebe uma grande incidência de luz solar. Esse fato pode, e deve, ser usado em benefício de todos! Mas como fazer isto? Através dos painéis solares! Eles convertem a luz proveniente do sol em energia elétrica e térmica, através de módulos fotovoltaicos e aquecedores solares, respectivamente.

O módulo fotovoltaico utiliza a radiação solar para a produção de energia elétrica. Já o aquecedor solar esquenta a água através da energia do sol. Ambos são muito úteis, mas são inúmeras as diferenças entre o módulo fotovoltaico e o aquecedor solar! Conheça algumas delas e saiba qual a melhor opção para você!

Aquecedor solar

É um equipamento mais simples de ser instalado e utilizado, se comparado aos módulos fotovoltaicos. Como já dissemos anteriormente, ele aquece a água através da radiação solar. A tecnologia usada nesse sistema é simples: a radiação solar incide sobre os coletores solares que esquentam a água. Uma vez aquecida, a água fica armazenada em um reservatório térmico para ser utilizada em chuveiros e torneiras.

O aquecedor solar deve ser instalado onde a incidência da radiação do sol seja a melhor possível, de modo a ter máxima eficiência. Esse equipamento depende também das condições climáticas: em dias ensolarados o aquecedor produz com 100% de capacidade, já em dias nublados ou chuvosos essa porcentagem cai.

O preço do aquecedor solar varia de acordo com o tamanho do reservatório e do tipo de tecnologia empregada no procedimento para aquecer a água. Porém, normalmente eles custam de R$ 1.300,00 a R$ 5.000,00 — um valor considerado justo, visto a economia de energia que eles trazem: cerca de 35% na conta de luz!

Módulo fotovoltaico

Neste tipo de equipamento, a energia proveniente do sol é transformada em eletricidade através do uso de módulos fotovoltaicos. O módulo fotovoltaico é feito de duas camadas: uma de silício com boro e outra de silício com fósforo. A interação entre elas faz com que a corrente elétrica seja gerada e garante o isolamento elétrico. A camada de silício, mais fina, é carregada negativamente, e quando atingida pela luz solar transfere os seus elétrons para a cama mais grossa, que é carregada positivamente.

O módulo fotovoltaico pode estar ligado à baterias, onde fica armazenada a energia gerada (sistema off-grid) ou ligado diretamente na rede de distribuição da compania elétrica (sistema on-grid). A energia elétrica produzida pode ser usada para o funcionamento de diversos aparelhos eletrônicos, como televisão, geladeira, computador, entre outros.

A produção de energia elétrica está associada a quantidade de módulos fotovoltaicos instalados — quanto mais módulos, mais energia será gerada. Mas não é tão fácil assim como parece! Estes módulos normalmente são instalados sobre os telhados das residências, por este motivo, é preciso ter uma boa área de telhado recebendo a radiação solar. De nada adianta instalar o equipamento em uma área que é sombreada! Além disso, o custo de um sistema de geração baseado em módulos fotovoltáicos está muito acima de um sistema  de aquecimento solar de água.

Conseguiu notar as diferenças entre o aquecedor solar e o módulo fotovoltaico?  É importante conhecer quais as suas necessidades no momento de escolher seu equipamento, seja ele para transformar a luz solar em energia elétrica ou térmica. Além disso, o capital disponível para adquirir o dispositivo e qual será a sua economia na conta de energia são fatores que devem ser levados em consideração!

Conhece mais alguma diferença entre esses equipamentos que não colocamos aqui? Instalou algum dos dois e quer nos contar como está sendo a experiência? Participe comentando!

 

 

Saiba o que levar em consideração ao comprar um aquecedor solar

A luz do sol é uma fonte gratuita e inesgotável de energia. Ela pode ser utilizada e aproveitada de diversas maneiras, como em aquecedores solares. O aquecedor é um equipamento que utiliza a luz do sol para esquentar a água. É utilizado em edifícios, residências, indústrias e hospitais. É a opção ideal para quem deseja economizar na conta de luz – a redução pode chegar em até 35%.

Esse equipamento é composto por coletores solares que captam a energia solar e aquecem a água e por reservatórios térmicos que armazenam a água aquecida. Ele precisa ser instalado em uma área que tenha exposição direta ao sol, para que possa ter eficiência máxima. Porém, é preciso tomar alguns cuidados ao comprar um aquecedor solar. Saiba quais são eles no nosso post.

Como o aquecedor solar funciona?

Antes de fazer a compra do seu aquecedor, é essencial entender como é o funcionamento desse equipamento. Nós fizemos este post explicando o funcionamento do aquecedor solar, vale a pena a leitura.

Entender esse processo é importante para que não haja decepções ou frustrações ao adquirir o aquecedor solar. 

Dimensionamento do sistema

É durante o dimensionsamento que será definido qual o melhor Aquecedor Solar para a sua necessidade. Basicamente, o tamanho do reservatório térmico e a quantidade de coletores solares serão definidos levando em consideração a demanda de água quente de sua casa. Para saber a demanda, precisamos saber a quantidade de banhos diários, o tempo de cada banho e vazão de água do chuveiro/ducha. Com estes dados, consegue-se saber de forma bem precisa o seu consumo de água quente e com isso definir o melhor Aquecedor Solar para a sua residência.

Uma forma mais simples de dimensionar o sistema é considerar uma média de 100 litros de água quente por pessoa que mora na casa. Sendo assim, uma residência com 4 moradores, pode usar um reservatório térmico de 400 litros. Na média do mercado, é recomendado que se utilize no mínimo 1 metro quadrado de coletor solar (o ideal seria 1,5 m2)  para cada 100 litros de água. O dimensionamento do coletor solar pode ser feito de forma mais precisa levando-se em consideração a eficiência do mesmo.

Qualidade do aquecedor solar

Além de ter atenção ao número de pessoas que irão utilizar o aquecedor solar, é preciso verificar qual a qualidade do equipamento. Um sistema de aquecimento que possui peças de baixa qualidade pode apresentar problemas com pouco tempo de uso, sendo necessário realizar trocas e manutenções constantes. Por isso, antes de analisar os preços, verifique atentamente a qualidade do equipamento, principalmente o tipo e espessura do Aço Inox utilizado na fabricação do reservatório térmico. O barato pode sair caro!

Como o aquecedor será instalado?

A forma como o aquecedor solar será instalado também influencia no seu funcionamento e rendimento. O mal posicionamento dos coletores solares e do reservatório térmico podem atrapalhar o rendimento do sistema. Para evitar problemas que possam vir a ocorrer devido a erros na instalação, é importante que a empresa instaladora tenha profissionais especializados nessa função e que conheça em detalhes as normas do setor.

A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) em sua NBR 15569:2008 – “Sistema de aquecimento solar de água em circuito direto – Projeto e instalação” definiu os requisitos, conceitos e considerações que devem ser seguidas durante o projeto e instalação de um sistema de aquecimento solar.

 

Comprar aquecedor solar pode não ser uma tarefa tão fácil quanto parece. Mas não se assuste! Analisar esses pontos antes de fazer sua compra evitará que você tenha surpresas desagradáveis e faça manutenções que poderiam ser desnecessárias. São pequenos detalhes que podem fazer toda a diferença no funcionamento e na eficiência do equipamento.

Conhece mais alguma dica para comprar aquecedor solar que não colocamos aqui? Então compartilhe com a gente nos comentários!  

 

6 dicas para economizar energia em sua casa

A questão da energia elétrica vem sendo notícia nos jornais e diversos outros veículos de comunicação há algum tempo. Não apenas em função dos constantes aumentos e do impacto causado no orçamento familiar e na saúde financeira das empresas, mas também no que diz respeito à utilização dos recursos naturais na geração de energia e no abastecimento de toda a população, e também nos problemas e soluções futuros em relação a isso. Dessa forma, é mais do que necessário que desde já, passemos a economizar energia. E nosso post de hoje traz 6 dicas de como você pode aliviar seu bolso, ajudando a salvar o planeta. Confira! 

Passar roupas 

Existem alguns macetes que auxiliam na redução dos gastos nesse caso, como separar as roupas mais finas das mais pesadas na hora de executar a tarefa. Quando se passa as roupas mais leves primeiro, quando chega a vez das mais pesadas, o ferro já está mais quente. Isso quer dizer que você conseguirá deixá-las desamassadas bem mais rápido, diminuindo o tempo de utilização. 

Na hora do banho 

Ao contrário da maravilha que é tomar um bom banho, aqueles minutos a mais debaixo da água quente poderão trazer um desprazer enorme na hora que a conta de energia chegar. Portanto, evite deixar o chuveiro ligado enquanto você estiver se ensaboando ou escovando os dentes, por exemplo. Além de estar economizando energia elétrica, você acaba fazendo sua parte em tempos de grave crise hídrica. Considere também a instalação de um aquecedor solar, para que a questão com a economia de energia elétrica seja otimizada de forma definitiva. 

Geladeira 

Aqui está outro exemplar de eletrodoméstico que gasta bastante energia elétrica quando usado indevidamente. Além da regra básica de não abrir a geladeira a todo momento, dando preferência por retirar e colocar os itens necessários para cozinhar ou se alimentar todos de uma só vez, jamais guarde alimentos quentes dentro dela. Isso faz com que uma quantidade de ar quente circule em seu interior, fazendo com que a geladeira se “esforce” mais para cumprir sua função devidamente, gastando mais energia elétrica. 

Lâmpadas 

No caso das lâmpadas não tem segredo. Não tem ninguém no ambiente? Desligue-as! O que talvez você não saiba é que 20% do valor da sua conta de energia se dá em função do gasto com a iluminação. Outra questão a ser salientada é a preferência que você deve ter pelas lâmpadas fluorescentes, ou seja, as luzes brancas. Elas gastam cerca de 60% menos em relação às lâmpadas incandescentes comuns. Outra opção bastante econômica, são as lâmpadas de led, que podem durar até 30% mais do que as fluorescentes, e com uma economia de energia de até 85%. 

Aparelhos em stand-by 

Aparelhos em stand-by são aqueles que, mesmo desligados, mantém uma luzinha acesa, um relógio, ou até mesmo mensagens ligadas em seus displays. Saiba que este recurso, mesmo que tenha baixo consumo, ele é desnecessário; além disso, todos os aparelhos nesse modo durante todo o tempo fazem, sim, uma boa diferença no fim do mês. Muitas pessoas deixam de tirar os aparelhos da tomada por preguiça, mas existe uma solução para isso: você pode comprar uma espécie de régua elétrica, onde você pode ligar vários aparelhos ao mesmo tempo, que possui um botão que corta a energia quando você o aciona. Prático e econômico, não? 

Aquecedor solar 

Economia, responsabilidade social e conforto. Investir em um Aquecedor Solar é algo que que lhe beneficia de inúmeras formas. Além de lhe fazer economizar energia elétrica em cerca de 40%, trata-se de uma forma de energia limpa e muito mais abundante na natureza, fazendo com que uma série de recursos naturais sejam preservados, garantindo que o futuro da humanidade e o seu bolso agradece. Saiba que as placas de aquecimento solar se adequam a qualquer necessidade, podendo ser utilizadas em chuveiros, piscinas ou instalações hidráulicas em geral. 

E você, já utiliza essas dicas de economia em sua casa ou local de trabalho? Aproveite agora os comentários abaixo e converse com a gente! 

Saiba como funciona um aquecedor solar

Uma das grandes preocupações de quem atualmente está construindo ou reformando é buscar soluções que não impactem o meio ambiente, mas que também apresentem vantagens financeiras.

Uma dessas possibilidades é o aquecimento da água a partir da energia (radiação) solar, que juntamente com a energia eólica formam as tendências atuais de energias renováveis consideradas limpas e de baixo impacto ambiental.

Por incrível que pareça, nosso país ainda não abraçou a energia solar da mesma forma que países da Europa por exemplo, mesmo sendo um dos países com maior incidência solar no mundo. Isso pode ser decorrente da falta de confiança ou do desconhecimento em relação aos benefícios da adoção dessa tecnologia, que pode alimentar indústrias e até mesmo baratear a sua conta de energia elétrica residencial.

Por isso, explicaremos como funciona um aquecedor solar e como ele pode ajudar a economizar energia elétrica em uma residência a partir do sol, uma fonte renovável e limpa.

Como funciona um aquecedor solar

Muitas pessoas confundem o aquecedor solar com um gerador de energia elétrica, quando na verdade ele é utilizado apenas para o aquecimento de água (energia térmica).

Um aquecedor solar, naturalmente, utiliza unicamente a energia solar para aquecer um ou vários coletores solares (placas) que absorvem e concentram a radiação do sol para amplificar o calor. Estes coletores solares possuem tubulações por onde a água passará e consequentemente, absorverá a energia armazenada em forma de calor. Essa tubulação, por sua vez, está conectada a um reservatório térmico.

Esse reservatório térmico também é chamado de boiler. Ele é fundamentado no princípio físico chamado de convecção (ou termossifão). Nele, a água quente sobe e a água fria desce por diferença de densidades, criando uma corrente natural. Isso quer dizer que a água fria sempre está embaixo no reservatório e água quente na parte superior. Dessa maneira é fácil separar o que deve ser enviado aos coletores solares (saída na parte inferior do boiler) e o que já pode ser enviado para consumo (saída na parte superior do boiler).

Para melhorar sua operação, todos componentes são produzidos com materiais que maximizam a absorção ou minimizam a troca de calor, conforme a necessidade.

Como alternativa para situações onde a demanda aumenta muito (visitas, tempo nublado, etc) pode ser integrado um sistema auxiliar de energia elétrica, composto por um termostato e uma resistência elétrica. Dessa maneira ainda é possível utilizar água quente mesmo com o aquecedor subdimensionado ou em dias de pouca incidência de radiação solar.

Economize energia com aquecedores solares

O conjunto todo que mencionamos anteriormente deve ser dimensionado de acordo com o consumo de água quente da casa e com os níveis de insolação da região de instalação. Geralmente é baseado no número de moradores, frequência/duração de banhos diários, pontos de água quente e assim por diante. Com isso, a residência em questão economiza a energia eletrica utilizada para o banho, por exemplo.

Para exemplificar o impacto de um chuveiro elétrico na economia mensal, consideremos uma família de 3 pessoas que toma dois banhos de 10 minutos por dia com um chuveiro de 5400W de potência. Realizando os cálculos considerando R$0,50 o valor do kWh (que pode ficar mais caro de acordo com a hora do dia, época do ano e consórcio), essa família irá pagar R$108,00 apenas em função do uso do chuveiro.

Essa é uma grande motivação para investir em energia solar. Se você não está interessado no ganho imediato, pense como um investimento que irá se pagar com o passar do tempo com absoluta certeza. Se você está pensando em construir, reformar ou busca reduzir a conta de energia elétrica, considere a implementação de um aquecedor solar em sua residência ou negócio, ao mesmo tempo em que não denigre o meio ambiente.

Caso tenha alguma dúvida entre em contato conosco ou deixe um comentário. Continue acessando nosso blog para saber mais sobre energia solar e fontes renováveis de energia!

 

Fale com um especialista